Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

terça-feira, 7 de julho de 2009

Incoerente...




Alexandre Séon, le Récit, séc. XIX

Só a Verdade

Tinha um aberto sorriso,
Prepotente...
Cavado e persistente...
Só nela o encanto da palavra
Sustinha a nave central
E desnudava o imenso arraial,
Sobre a água,
sob a frágua ...
*
Só a Verdade
Tinha o valor eterno do gesto
Impaciente...
Doce e incoerente.
Só nela a seiva virginal
Da razão inconveniente!
E, desenhava o símbolo real
Entre o ser,
Entre o estar...
*
Só a Verdade
Tinha o valor incomunal,
Potente...
Puro e omnisciente.
Só nela a essência é a forma
Do real ultra irrealidade!
E encontrava o todo inicial,
Dentro do ser,
Dentro do mudar!
*
Só a Verdade
Tinha um sonho total,
Incoerente...
Verdadeiro e iminente...
Só nela os dedos vitais surgiam
Acariciando um mundo ideal.
E, fitava atónita o transformar.
Nascia a Vida,
Nascia a Ida!

Ana


11 comentários:

Janaina Amado disse...

Amiga Ana, admiro a sua capacidade de acreditar em certos valores e defendê-los. Abração!

duarte disse...

ei lá...belo. quando fôr grande quero escrever assim.
abraço ,virei novamente ler este teu texto.que merece um comentário mais aprofundado.
mais um abraço

Sara disse...

A professora não se enganou? É que a minha carta dizia 18!!
beijinho

Cristina disse...

Quel talent, Ana.
Bom fim de semana,beijignos.

Vieira Calado disse...

Um belo poema à Vida

e à Ida!

A grande verdade!

Bjs

Sofia Cordis disse...

‘imagine-se... ser o alvo a abater de uma louca disposta a tudo’

Gostamos muito do seu Blog, que conhecemos através de comentários a posts de OMomentoCerto, cuja autora Cristina Fernandes está actualmente a contas com a justiça portuguesa, com julgamento marcado para Outubro próximo (e ainda tão longe),

acusada de diversos crimes violentíssimos de stalking, de perseguição, de ameaças

contra um homem que recusa relacionar-se amorosamente com ela

e contra mulheres, familiares e até crianças que lhe são próximas

trata-se da absoluta cegueira de alguém que está muito doente mas recusa tratar-se, assim como recusa a realidade que possa contradizer os seus direitos universais e absolutos

verdadeiro terrorismo unipessoal com consequências devastadoras para quem optou por conduzir a vida em paz

se a justiça dos homens já está marcada, a de Deus também virá pois toda a vida é equilíbrio e retorno

as nossas desculpas pelo desabafo mas ‘nem tudo o que parece é’

e esta alma narcísica e perversa alimenta-se de elogios num ego que não reconhece ‘ao outro’ qualquer liberdade, para além da sua vontade e da sua leviandade

o Bem, a quem o pratica e a quem o procura

felicidades para os dias de hoje e de amanhã

vamos continuar por aqui, porque não estamos sós

www.stalkingvictims.com

Sofia Cordis

Bipede Implume disse...

A Verdade devia inspirar assim todo o ser humano.
Mas, infelizmente, é o que se vê... basta ver os políticos.
Mas é maravilhoso que sejas tu Aninha, a fazê-lo e tão bem.
Beijinho grande e bom fim de semana.

Chris disse...

Solicito mais uma vez que me informe se conhce a senhora Sofia Cordis, pois essa "senhora" espalhou comentários difamantes e falsos a meu respeito pela net.
Agradeço a sua colaboração, mais uma vez, para que as autoridades posssam agir duma forma rápida. O meu e-mail está no meu blogue.
Obrigado pela colaboração e qualquer indicação que me possa facultar.
Cristina Ferandes

antoniatenea disse...

Hola, algunas veces no entiendo del todo....pero en lo esencial creo que te entiendo, ers una persona que tiene un rico interior, tus valores y tus pensamientos, están cerca de los míos, mi sincero apoyo!!

duarte disse...

e nasciam outras verdades...
abraço do vale

ADRIANO NUNES disse...

Ana,

lindo!



Abração!
Adriano Nunes.