Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Cálidas


casa alentejana - google




Quando a voz das estrelas chora
Em cálidas lâmpadas nocturnas,
Há no escuro um som que implora
Ideias de angústia, taciturnas....


É esta a nossa noite, clara e quente,
Que adoro e quase me deprava!
É este o meu povo, a minha gente
Alentejana, pura, não - escrava...

Ana


noite - google


PARA RECORDAR:

«Revolução de 28 de Maio de 1926, Golpe de 28 de Maio de 1926 ou Movimento do 28 de Maio, também conhecido pelos seus herdeiros do Estado Novo por Revolução Nacional» (wikipédia)

11 comentários:

afonso rocha disse...

O meu alentejo...
Beijo

Um cálido fim de semana...aconpanhado por uma ânfora cheia de Vinho...de Omar Kayan e "rubaiyat"...

Sonhadora disse...

Minha querida Ana
Lindo poema, muito sentido.

É este o meu povo, a minha gente
Alentejana, pura, não - escrava...

Adorei este final.
Estou "roubando", a casa Alentejana, que adorei, espero que não te importes.

Deixo um beijinho
Sonhadora

Gerana Damulakis disse...

Que bonito e forte, Ana: "É esta a nossa noite, clara e quente,
Que adoro e quase me deprava!"

A palavra "deprava", veja o que é a força toda numa palavra e a beleza no conjunto de versos.

Antoniatenea disse...

Creo que amas tu pueblo..amas tu tierra y amas la vida y la noche te hace sentir eso.
Besos querida amiga

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"cálidas lâmpadas nocturnas"
teu poema é cheio de belas imagens e em especial esta

Andradarte disse...

Maravilha de poema....e verdadeiro.
Adoro dente alentejana...verdadeira....
e a casa,fez-me lembrar Porto Covo...
Beijo Ana.

Fernando Campanella disse...

O melhor patriotismo é aquele que anseia pela libertação do próprio povo. Aqui no Brasil ainda há tanto a se fazer. Teu poema é um grito patriota, à liberdade.
A foto da casa alentejana é maravilhosa. Bjinhos.

Flor ♥ disse...

Oi, querida!

Quanta saudade... o tempo anda muito corrido e hoje vim colocar em dia minha leitura e visitar os amigos queridos!

O poema é cheio de sentimento, com palavras e idéias muito simples, mas de grande beleza... a imagem que vc usou é encantadora!

Desejo a você uma semana cheia de paz!

Bjs.

Vieira Calado disse...

Vá lá que o dito 28 deste mês já passou...

Eu

não dei por ele.

Gostei do poema...

e da casa!

Beijinhosss

disse...

Gostei do poema ! Alentejo !
Não percebo o seu último comentário :s
Beijinho

Ritaa' disse...

Boa noite
Eu queria saber qual é o azul da casa