Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Se Quiseres




Jim Warren


Digo-te,
Na velha harmonia das palavras,
O equilíbrio perfumado do Amor...
E se quiseres, Amo-te suavemente,
No sibilino eco que tanto admiravas!
Confesso-te a dureza bruta da dor
Que já não me habita, docemente.
Se quiseres,
Amor...
Serei.


Ana



http://files.myopera.com/rafael1510/albums/31427/Jim%20Warren,%20Natures%20little%20helper_1024.jpg
Jim Warren


10 comentários:

Bipede Implume disse...

Querida Aninha
O comentário que devia ter ficado aqui, deixei-o no post em baixo.
Desculpa, já deve ser o João Pestana a fazer das suas.
Mais beijinhos
Isabel

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!

Depois duma forçada ausência

aqui estou de novo a visitar os amigos!

beijinhos

Ana Tapadas disse...

Querida Aninha
Vim encontrar o que me está a fazer falta: Luz, Sol. E luz,também, metaforicamente falando. Que belas imagens a condizer com o poema. Para quem tem duas mãos esquerdas, com eu, fico sempre maravilhada para tanto talento. Parece que o céu escancarou de vez. Estou cansada de tanta chuva.
Beijinhos e boa noite.
Isabel

Ana Tapadas disse...

Pronto...
Isabel,
Trouxe para cá o comentário.
Obrigada.
Beijinho

Georgio Rios disse...

Uma sonora cantata de metáforas e sincopadas melodias.

Andradarte disse...

Claro que quer....então não...??
Beijo

Fê-blue bird disse...

Adoro a pintura de Jim Warren e que bem emoldura a tua maravilhosa poesia.

"...
Se quiseres,
Amor...
Serei."


beijinhos

Cristina disse...

Lindo, lindo...
Bom fim de semana,Ana,beijinhos.

Bipede Implume disse...

Querida Aninha
Obrigada. Assim fica muito melhor.
Mesmo com este tempo medonho, desejo que tenhas um fim de semana cheio de paz.
Beijinhs
Isabel

Fernando Campanella disse...

Se quiseres, amor....serei.... tanta beleza nesse verso... seremos tudo que o amor quiser, a favor e em nome do mais poderoso sentimento que nos habita.
Bjos, minha querida amiga.