Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Há-de



ALFREDO ROQUE GAMEIRO 


Há-de nascer na tua alma,
Como um despertar orvalhado,
Trazer-te a essência da calma
Ao sonho na luta procurado.



Ana


 

17 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Um poema que fala mais nas entrelinhas.


Deixo um beijinho com carinho e desejo um fim de semana cheio de paz e amor.

Sonhadora

Rafael Castellar das Neves disse...

Nossa, Ana!! Que coisa bonita, simples e bonita...gostei muito!

[]s

Rogério Pereira disse...

Parar
é acatar
o pesadelo...

sofia disse...

Ah! Lindo poema. Gostei! beijinhos

Bipede Implume disse...

Querida Aninha
Gosta desse borbulhar sussurrante, que incita as almas a não pararem, nunca.
Bom fim de semana,amiga.
Beijinhos

Nilson Barcelli disse...

Vale a pena lutarmos pelos sonhos...
Querida amiga Ana, tem um bom fim de semana.
Beijos.

São disse...

Gosto muito de poemas que sendo breves, dizem muito....como este.

Um abraço grande

mel de carvalho disse...

no espaço de uma alma cabem todos os sonhos e a forma telúrica e divina de lhes dar corpo - assim queiramos lutar por ele.

Ana, um enorme abraço, o meu carinho
Mel

Olinda Melo disse...

Há-de ser assim agora e sempre...queiramo-lo nós!

Bj

Olinda

Braulio Pereira disse...

que lindo poema

é chegar ao infinito.onde a pressa nâo entra..

Amei


beijos!!

Fê-blue bird disse...

Minha amiga:
A minha alma anseia por este despertar.

beijinhos e boa semana

Gerana Damulakis disse...

Que coincidência, Ana, pois também tenho um poema com o título "Há de", mas não chego a seus pés, não sou poeta.
Quanto no não dito, uma beleza de sugestão.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Ana, belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Bipede Implume disse...

Querida Aninha
Desejo muito que estejas melhorzinha. A Sandra também já repetiu a dose.
Boa semana e beijinhos.
Isabel

mixtu disse...

há-de
caminhar

há-de sonhar

há-de lutar numa luta ... procurado

abrazo serrano,
ps. os amigos pediram e como me acompnhama há anos.. eu acedi... foto do meu casório com carinho por que há-de ser duradoiro :)

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Olá Ana querida!
Senti seu poema inteiro nas entrelinhas,lindo de viver,de sonhar,eu amei minha linda!
Obrigada por esse momento de pura magia,beijos no coração e que Deus lhe dê sempre tudo que você precisa.

João da Nova disse...

Encerras em ti mesma uma “musa” plena de inspiração… Começa a ser difícil adjectivar sobre a tua escrita, rica em conteúdo e sempre bela na sua envolvência.