Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

sábado, 27 de abril de 2013

Revisitando...

Flor da Rosa, Crato - José Alves


Esplendor é a palavra que define o Alentejo, por estes dias.

Alter Pedroso - José Alves
Que nos ensinou a História?
Esplendor e espanto.
Grécia, 2008 - José Alves
O cão passa
Na Praça
Não é um cão
De Raça
Deita-se
Estica-se
Dormita
Na Praça
Com raça...

                      Ana               

11 comentários:

Rogério Pereira disse...

Retemperamos forças pelos mesmos lados e damos atenção ao mesmo cão

Nem sei se os nossos signos se dão

Mas quanto a mim, há milhares assim

Boa?

Maria Lucas disse...

A raça muitas vezes está no sangue...outras vezes na graça. Gostei.

Mary disse...

lindas fotos, lindos lugares amiga, quem sabe um dia ainda consigo visitar algum deles?? lindo poema/texto.. quem ama um amigo, não se importa com raça.. beijos mil e ótimo domingo..

Fabrício Santiago disse...

Saudade desse cantinho, mas o bom filho a casa torna..rs
Delicado seu texto!
Aproveito pra avisar que acabo atualizar a acanhada Narroterapia com o segundo capitulo do conto Sempre Haverá Pássaros, e quero muito seus comentários.
abraços
Fabrício

heretico disse...

"Cão, como nós..."

beijo

Fernando Santos (Chana) disse...

Belas fotografias...Belo texto...Espectacular....
Cumprimentos

São disse...

O cão é uma ternura e o texto uma delícia.

Quanto à identificação não entendi nada....impressões digitias?

"Governo de Portugal"?! ESta gente está mesmo convencida de que é dona do país!!

Boa semana, Anita

Ana Tapadas disse...

Percebeste bem, São.
Explico: percorro o Alentejo (avaliação externa, sem escapatória); os alunos sempre puderam apresentar o comprovativo de renovação, mas agora o Estado não acredita no Estado e voltámos às impressões digitais na Escola...

o Herético entendeu-me muito bem.

bjs

P disse...

Foto e texto em sintonia.
Um abraço

Ocorreu-me que, por ver imagens de um dado cão na Grécia, me saíu uma vontade estúpidad de escrever algo estúpido como isto

http://baudolino-baudolino.blogspot.pt/2011/10/proto-poema-de-louvor-hiperbolico-cao.html

Bípede Implume disse...

Querida Aninha
Qualquer dia voltamos às folhas azuis de 35 linhas comprovativas de bom comportamento...político.
Ou outra coisa qualquer.
Fotos e texto lindos.
Beijinhos
Isabel

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Uma legenda colada à foto :)

bjo