Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Ubiquidade



Barcelona, José Alves (2010)

Há uma chuva que cai,
Silenciosa e constante,
Penosa filha do levante.

Há um silêncio que trai
O cansaço que trazes
Pesado e ultrajante...

Humano, tu que fazes,
Pequeno Zeus, infante,
Chuva, cinza que se esvai?

Ana

18 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Poeta

Amanhã serei chuva
Eu, que já fui água
batendo em pedra dura

Chuva torrencial, da que falta

JP disse...

Por vezes damos de beber o nosso cansaço aos outros. Por vezes somos homens, nem sequer pequenos Zeus.

Beijo

São disse...

Pelo que assisto, parece-me que pouca coisa faz...

Gostei de rever La Pedrera, embora só de relance, rrrs


Bons sonhos, Aninhas

Pérola disse...

Palavras límpidas como gotas de chuva.

Beijinhos

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Parabéns! este é um poema de excelência e um dos mais belos que aqui li ultimamente...

beijo amigo

Luma Rosa disse...

Oi, Ana!
"Lágrimas e chuva
Molham o vidro da janela"
Que sejam apenas para lavar a alma!
Beijus,

Luma Rosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
heretico disse...

que o fogo de Zeus incendeie a Palavra - antes da água. e da cinza...

beijo

Andradarte disse...

Quem me dera ser poeta, para dizer mais que........,gostei.
Beijo

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida Ana

Um poema profundo e que vai além das palavras.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Pedro Ojeda Escudero disse...

Que la lluvia nos lave por dentro...

Olinda Melo disse...


Querida Ana

Somos pó, cinza. Só a nossa Alma se salva através de palavras como estas, inseridas num poema que nos eleva acima da nossa condição.

Bjs

Olinda

. intemporal . disse...

.

.

. referencial.mente sacro .

.

. um bom.domingo
.

.

.

Fê blue bird disse...

Pouco se faz minha amiga e nada fazer também cansa.

beijinho e boa semana

Jorge disse...

Olá,Ana!
A chuva onipresente, lava o corpo e purifica a alma.
Beijos
Jorge

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente poema....
Cumprimentos

Bípede Implume disse...

Querida Aninha

Gosto particularmente da poética expressão "pequeno Zeus".
Também gosto muito da fotografia.
Beijinho de muita amizade.
Isabel

AC disse...

Postal duma condição, indefinida à partida. Mas a honra e a dignidade impelem que tentemos, tentemos sempre...
(Ana, a sua poesia toca sempre fundo, âmago sem defesas em autêntico respirar)

Beijo :)