Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Anda

José Alves


Anda
que te trago rosas
num dia quieto
de Maio

Anda
que a luz fulmina
sombras odiosas
de outro Maio

Anda
humano ser inquieto
voz clara que ilumina
este Maio


Ana



16 comentários:

Eduardo Maria Nunes disse...

Lindo poema.
Amiga Ana Tapadas
Na planície plena
Paisagens onduladas

Vem ouvir o papagaio,
A cantar não tarde nada
Anda, não fiques parada
Vem ai o mês de Maio!

Tenha uma ótima noite e um primeiro de Maio, em liberdade, um beijo.
Eduardo

Jorge disse...

Ana Amiga,
Que aquele outro Maio, de má memória, seja para sempre ofuscado pelo brilho radioso deste 1º de Maio que amanhã festejaremos.
Um beijo,
Jorge

© Piedade Araújo Sol disse...

e que venham outro e outro Maio.

belo!

beijo

:)

Laura disse...

Não é à toa que o meu mês preferido é Maio, cheio de luz e calor. E ainda há rosas no quintal :) beijinho

Rogerio G. V. Pereira disse...

Vou, claro

logo é dia de mudar o mundo

Evanir disse...

O caminho está a tua espera, pé na estrada,
coloque um sonho na alma,
fé no coração e esperança na mochila,
a vida se enche de novidades
para os que se aventuram na
viagem que conduz a verdadeira liberdade.
Eu estou aqui para deixar um carinhoso
abraço um carinho para seu coração ,
e mil beijos na alma.
Um Feliz Dia Do Trabalho.
Evanir.

Isa Lisboa disse...

Apesar das rosas de hoje, sempre nos lembramos das do passado....

Petrus Monte Real disse...

Ana:

Este poema
de rara beleza
assenta bem no primeiro de Maio de 2014.
A voz lúcida da palavra literária
ajuda a enfrentar o confuso quotidiano.
Um beijo
Petrus

São disse...

Poema tão lindo, Ana!

Que Maio floresça sempre em todos os corações: há quatro décadas vivi o dia mais emocionante enquanto cidadã portuguesa...

Beijinhos fraternos, amiga

. intemporal . disse...

.

.

. a.quieto.me e a.maio.me . aqui . :) .

.

. um beijo meu .

.

.

Pérola disse...

E vai, na certa.

Beijinhos

Graça Pires disse...

Irei. Sempre em maio...
Um poema muito belo.
Beijo.

Bípede Implume disse...

Querida Aninha
Que beleza.
Que aquele primeiro 1ºde Maio não seja apenas uma lembrança.
Continuação de bom fim de semana.
\Beijinhos
Isabel

heretico disse...

"Maio, maduro Maio..."

beijo

Olinda Melo disse...


Este Poema, enquadrado pela bela fotografia de José Alves, este Maio que ganha cor e luz através das tuas palavras, que mais poderia eu querer?

Querida Ana, muito obrigada. Vou daqui com a alma lavada.

Desejo-te um excelente Domingo.

Beijinhos

Olinda

Nilson Barcelli disse...

Com as tuas palavras, até o Maio ficou mais iluminado...
Belíssimo poema, gostei imenso.
Tem um bom domingo e uma boa semana, querida amiga Ana.
Beijo.