Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Breve Primavera

Anouk Lacasse


A breve Primavera
recorta as cores
que o suão mirra

Secam arestas beijadas
pelo bafo morno
do antecipado Verão

Laboram os seres
e miram alucinados
os dias de exaustão

Ana

20 comentários:

Eduardo Maria Nunes disse...


A breve e desejada Primavera,
se a pudessemos a toda a hora
sem esgotamento, quem nos dera
que ela não se fosse embora...

Tenha uma boa noite amiga Ana Tapadas, um beijo,
Eduardo

São disse...

A desejada Primavera parece-me que nem breve será.

veremos com vai ser o Verão...

O poema agradou-me muito.

Beijinhos, Anita

Andradarte disse...

Há que dar tempo ao tempo, para que
cumpra a sua missão...
Beijo
bfs

Graça Pires disse...

A primavera, sempre tão desejada, é um recomeço da Natureza que "recorta as cores". E mesmo que seja breve é sempre muito bela. Gostei do teu poema.
Um beijo.

heretico disse...

primaveras desfeitas - no labor dos seres...

... até que exaustão dos dias colapse!

muito belo.

beijo

M D Roque disse...

Viva!
Hoje tive um tempinho extra, para poder ler e comentar como deve de ser.
Normalmente uso o G+1 para marcar presença, mas nem sempre me satisfaz.
É um privilégio ler escritos bons, e eu vou tentar ser mais presente.
Abraços e beijos. D

http://acontarvindodoceu.blogspot.pt

Fê blue bird disse...

Tudo é o que é bom é breve minha amiga. Porque será ?

beijinho

Mel de Carvalho disse...

tempo dentro do tempo, minha querida Ana. saudades de te ler -

beijo e até breve

© Piedade Araújo Sol disse...

a Primavera chegou tímida, logo temos aí o verão.

muito obrigada!

boa semana.

beijos

:)

Luma Rosa disse...

Oi, Ana!
Fiquei um bom tempo olhando a imagem que escolheu para o post. Uma ciranda de puro deleite entre colores...
Aí esquenta e aqui esfria. Vivemos dois paradígmas, sendo ambos comprovadamente corretos. Estação que se desfaz para outra se fazer.
Beijus,

Anónimo disse...

Breve mas tão desejada!

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Que a Primavera traga todos os perfumes da vida.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Que a Primavera traga todos os perfumes da vida.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Bípede Implume disse...

Querida Aninha
Poema profético. Hoje chove e faz frio. Já há inundações por aqui perto. Nada de grave, só excesso de chuva.
Todo o tempo é de mudança. É uma esperança.
Beijinho e boa semana.
Isabel

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Laboram os seres... a aperfeiçoar pelo desejo as temperaturas da alma..
um beijo. Belo poema.

AC disse...

Na ancestral paisagem, reconfortante, também é visível a labuta ao serviço dos outros, agridoce de múltiplas facetas.
Sempre bem, Ana.

Beijo :)

Jorge disse...

Olá, Ana!
Uma suave música, prenuncia e suaviza sobressaltos primaveris.
Bj
J

Nilson Barcelli disse...

Magnífico.
Gostei imenso do teu poema.
Tem um bom fim de semana, querida amiga Ana.
Beijo.

Pérola disse...

Apetecida primavera e do verão nem se fala.

Palavras de um tempo sem tempo.

Beijinhos

Pérola disse...

Apetecida primavera e do verão nem se fala.

Palavras de um tempo sem tempo.

Beijinhos