Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

domingo, 11 de outubro de 2015

Medos

Rembrandt, 1959 (pormenor)

Que te dizem os olhares dos homens?
Nervuras de sofrimento ainda afagam
A face sulcada onde o olhar detens...
No limbo dos medos que te pagam!

Ana


sábado, 3 de outubro de 2015

Silêncio e sombra

Maluda, Portel, 1986



É na tua geometria pura

Lâmina de silêncio e sombra
Secreto ensejo da memória
Desenho a negro e cicatriz
Dura na fímbria do deserto
Meretriz da verdade liminar
Alfombra de luta peremptória 
Hino ou salmo ou partitura

Será na tua geometria pura
A alvorada ou sonho ou o limiar


Ana