Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

domingo, 2 de maio de 2021

Gera

 

Gustav Klimt


Sussurram os poetas

inquietos, libertos...

Murmuram os profetas

serenos, ascetas...


O Amor tão puro

cerzido de hinos!

O Amor tão puro

de sermos meninos!


O colo, o seio, o calor

Murmuram os profetas.

O ventre, o regaço, o Amor

Sussurram os poetas...


Ana


14 comentários:

chica disse...

Lindo demais...Feliz dia das mães para todas aí de Portugal! bjs, chica

J.P. Alexander disse...

Hermoso poema y lindo homenaje a las madres. Te mando un beso

Maria João Brito de Sousa disse...

Lindíssimo, este seu GERA, Ana.

Um beijo

Fê blue bird disse...

Quem gera amor, gera poesia.

Perfeito querida Ana.

Beijinho.

Fá menor disse...

Tão lindo!
Amor gera amor! E o de mãe é o mais puro e maior.

Boa semana, amiga Ana!

Beijinhos.

silvioafonso disse...

Ah, que lindo, minha amiga. Que
lindo.
Feliz dia das mães, caso filho
tenhas.
Um beijo.

CÉU disse...

Querida Ana!

Não sou mãe, mas entendo tão bem o teu excelente poema "GERA". Tu geraste e és muito feliz por esse facto.

Beijos para ti e para o teu filho.

Elvira Carvalho disse...

Um belíssimo poema, Ana.
Abraço e saúde

A.S. disse...

Muito belo Ana! Gostei!...

Um abraço.

chica disse...

Muito lindo,Ana e se entendi bem é teu niver hoje ou estou caducando,rs...

De qualquer modo, vim deixar meus parabéns e votos de muiiiiiiiiiiitas alegrias e coisas bem boas na tua vida!

beijos, chica

Lúcia Soares disse...

Boa noite amiga

Jornalista Douglas Melo disse...

Ana,
Aqui estou para retribuir tua cordial visita, qual fizestes ao ®DOUG BLOG e, me deparei com este teu belo poema materno e outros mais.
Beijos e cuide-se!!!

AC disse...

Há lá coisa mais pura e duradoura que a ligação duma mãe com o seu filho, e vice-versa...!
Como sempre, a tua sensibilidade tocou-me profundamente.

Um beijinho, Ana :)

Majo Dutra disse...

Tão belo, Ana!
Belo e expressivo. Sinto-me privilegiada por o ler.
Bom fim de semana. Beijinhos
~~~~~