Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

domingo, 5 de janeiro de 2014

Recriar

 
 
Quando um país perde os seus símbolos, dia após dia, urge que se reerga e que, sem facciosismos, se recrie na dedicação e na coragem.
 

9 comentários:

Lídia Borges disse...


Delicada e esteticamente brilhante, esta homenagem!

Um beijo

JP disse...

Já tive oportunidade de dizer que os mitos não morrem. Nunca morrem. Belíssima homenagem a tua...


Beijinho

São disse...

Te aplaudo!

Bom Dia de REis naquele em que um (embora do futebol) vai a enterrar.

edumanes disse...

Quando um país como Portugal,
Está os seus símbolos perdendo
Porque infelizmente tanto mal
Péssimos políticos o estão vendendo!

Como será o fim não sabe!
Esforço de gerações perdido
Não urge, não reage
O seu povo adormecido!...

Boa tarde para você,
amiga Ana Tapadas, um abraço
Eduardo.

Olinda Melo disse...


E é urgente que assim se faça!

Beijinhos

Olinda

Andradarte disse...

Cabe a cada um....reerguer esse símbolo....mas para valer...
Bom 2014
Beijo

Luma Rosa disse...

Oi, Ana!
Amor pela pátria é como o amor pela família. Você tem amor, porque recebe amor! Vale também a máxima "Quem ama cuida". Estou de acordo com o comentário do Andradarte.
Feliz 2014!!
Beijus,

Pérola disse...

Subscrevo esta emocionante mensagem.

beijos

Mar Arável disse...

Não existem amanhãs

sem boas memórias

Bjs