Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

domingo, 16 de maio de 2010

Feira Medieval




CM de Avis/google

«De 14 a 16 de Maio, o Centro Histórico de Avis transforma-se num mercado medieval que leva os visitantes a experienciar os sons, as cores e os sabores do período áureo da Ordem de Avis.

Ao longo de três dias, centenas de figurantes trajados a rigor dão vida à recriação histórica das vivências da Idade Média, onde Nobreza e Povo se cruzam, criando um ambiente marcado por imponentes cortejos, por constantes momentos de música e dança da época, surpreendendo com as animações dos saltimbancos ou as demonstrações de bravura dos cavaleiros nos torneios e duelos, num espaço envolto na mística de tempos distantes.

As diversas barraquinhas espalhadas pelo recinto convidam a provar os sabores medievais e a conhecer o melhor dos produtos locais.

No programa da Feira, marcado por actividades constantes, destaca-se a recriação de alguns momentos da História de Portugal ligados à incontornável figura de D. João I e da Ordem de Avis, bem como a participação de diversos grupos internacionais que fazem deste evento um palco de cultura internacional. De destacar também a participação activa de associações, colectividades e produtores do Concelho que, em conjunto com as crianças e jovens das Ludotecas Municipais e do Agrupamento Vertical de Escolas de Avis, contribuem para o enriquecimento deste evento emblemático.

Pelo segundo ano consecutivo, a Feira Medieval de Avis integra o projecto European Routes from Order’s Patrimony and Heritage (EUROPH), desenvolvido em parceria pelo Município de Avis, o Centre de Conservation du Livre, de França, e a Comune de Pievepelago, de Itália, no âmbito do programa Cultura 2007 – 2013 da União Europeia. Evidencia-se, assim, a vertente cultural subjacente a este evento, através do qual se pretende contribuir para a valorização do Concelho de Avis, nomeadamente do património arquitectónico e cultural associados à Ordem Militar de S. Bento de Avis».

Site da CM de Avis



google


Lá fui, meus amigos, e não resisti a um chá magrebino com os tradicionais biscoitos de amêndoa.



CM

12 comentários:

Nydia Bonetti disse...

Viajei tão pouco, Ana... ando viajando com você. Este chá me deu água na boca. :) Beijo.

Sonhadora disse...

Minha querida Ana
Deve ser interessante, vou-me contentando em viajar nas belas fotos das tuas viagens.

Beijinhos
Sonhadora

Vieira Calado disse...

Cá no burgo também temos essas feira.

O problema é que a população pouco ou nada adere...

Uma lástima!

Bjs

afonso rocha disse...

São 4:53.Da manhã.Tou a desenhar e de vez em quando dou salto até aos blogues conhecidos...
Vou fazer um chá de menta...mas não tenho bolos de amêndoa...só bolachas!
Beijinho Ana

Cristina disse...

Lindo reportagem.
Bom semana, Ana.Beijinhos.

disse...

E eu queria ter ido !
Beijinho

Denise disse...

Ana que privilegio é poder participar........vivenciar.

grata por compartilhar dessa festa.

afagos
(fiquei na vontade do chá e do bolo (humft)

Nilson Barcelli disse...

Iniciativas como essa são sempre de louvar.
Ganham a cultura e os produtores locais.
Querida amiga, boa semana.
Beijo.

Gerana Damulakis disse...

Queria tomar o chá também. Que bacana deve ter sido, Ana.

JPD disse...

As reconstituições históricas de certos ambientes são sempre meritórias.

A aposta das Autarquias nesses certames tem merecido o carinho e a adesão das populações que acorrem e parecem vir de lá gratificadas.
Óptimo!

Bjs

Fernando Campanella disse...

E eu gostaria muito de experimentár esses biscoitos de amêndoas. Muito interessante evento. Bjinhos, minha amiga.

Georgia disse...

Que beleza, viajei no tempo.

Bjao