Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

domingo, 12 de abril de 2015

Fé na Humanidade





Sebastião Salgado

« “Tinha perdido toda a fé na humanidade”, confessou Salgado em várias ocasiões. Depois de Trabalhadores – Uma arqueologia da Era Industrial, terminado em 1993 e Êxodos (Editorial Caminho), de 2000, dois trabalhos, entre outros, de grande dureza, o fotógrafo sentiu-se “destruído”. 


Ricardo Salgado

Durante anos, Salgado manteve-se distante da máquina fotográfica e quis voltar à terra onde nasceu. Deparou-se então com a erosão e desflorestação de uma floresta outrora fértil, que havia alimentado e sustentado a família durante a infância. 




O “Instituto Terra” fundado em 1998, regenerou um ecossistema de quase dois mil hectares, com a plantação de quatro milhões de sementes. 



Sebastião Salgado

Lélia, a esposa de Salgado que sempre acompanhou e apoiou o fotógrafo de 71 anos, teve a ideia de replantar árvores e trazer a vida de volta ao vale familiar. 

Sebastião Salgado


Na zona de Rio Doce, em Aimorés, no Estado brasileiro de Minas Gerais, Salgado e a família combateram os efeitos nefastos do homem sobre a terra e começaram por cultivar mais de 300 espécies diferentes de árvores. A implantação desta ideia regenerou todo o ecossistema do local e trouxe de volta a Mata Atlântica então arruinada. » (Fonte: RTP)





Sebastião Salgado

Página oficial:  http://www.amazonasimages.com/



A não perder!


Na introdução de Êxodos, este Economista de formação escreveu: "Mais do que nunca, sinto que a raça humana é somente uma. Há diferenças de cores, línguas, culturas e oportunidades, mas os sentimentos e reações das pessoas são semelhantes. Pessoas fogem das guerras para escapar da morte, migram para melhorar sua sorte, constroem novas vidas em terras estrangeiras, adaptam-se a situações extremas…". (Wiki)


18 comentários:

Edumanes disse...

Verdade mesmo,
o que acabei de ler
por qualquer preço
fazem as pessoas sofrer!

Os senhores da guerra,
para os fins atingir
não olham a meios na terra
fazem chorar em vez de sorrir!

Tenha uma boa noite amiga Ana, um abraço.
Eduardo.

Isa Lisboa disse...

Sugestão interessante! :)

São disse...

Interessantissimo!

Não quero perder de maneira nenhuma esta exposição.

Um fraterno abraço, minha companheira :)

Majo disse...

~
~ Estupendo exemplo que nos assegura que
jamais devemos perder a fé na humanidade.

Não vou poder estar, mas alertarei amigos.

~~~~ Uma postagem admirável, Ana. ~~~~
~ Uma semana primaveril muito agradável.
~~~~~~~~~~~~~~~~
.

Jorge disse...

Os seres humanos afastam-se cada vez mais do meio ambiente, vivem debruçados sobre o computador, ali está está toda a sua sabedoria...
Um abraço, Ana.
J

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, nós os humanos somos programados pelos donos do mundo, se estes lhes interessa a defesa do meio ambiente, em pouco tempo começamos a defender com unhas e dentes o meio ambiente, se lhe interessa ao contrario nós não nos importamos com o meio ambiente, quem diz o meio ambiente, diz outra coisa, funcionamos ao ritmo da musica que os poderosos lhes interessa.
Eu não tenho duvidas que a ração humana é só uma, independentemente da cor ou da feição de cada pessoa.
ATT: os poderosos são 1% da população mundial, os outros são submissos é o caso do presidente das CAGARRAS, existentes nas ilhas desertas nos Açores.
AG

Bípede Implume disse...

Querida Aninha
Que extraordinário exemplo.
As fotografias dele são sublimes.
Que belo post.
Beijinhos e boa semana.

Mar Arável disse...

Não há raças humanas

só pessoas

Bj

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo artigo sobre o grande fotografo brasileiro Sebastião Salgado.
Gostei de visitar o seu blogue e vou segui-lo.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo artigo sobre Sebastião Salgado....
Cumprimentos

Fê blue bird disse...

Uma exposição que penso ir ver pois admiro o trabalho de Sebastião Salgado e agora ainda mais com esta tua mensagem.

Beijinho e bom fim de semana amiga Ana

AC disse...

Ana,
O ser humano é o que é, mas ainda consegue forjar muitas histórias com final feliz.
(Desconhecia esta faceta do casal Salgado, o seu contributo para a reflorestação da Mata Atlântica. A minha alma ficou com mais luz)

Um beijinho :)

Graça Pires disse...

Ainda não fui ver esta exposição de Sebastião Salgado. Mas não vou perder. Obrigada pelo que sugeres.
Um beijo.

. intemporal . disse...

.

.

. uma página tão lúcida quanto urgente .

.

. bem.haja .

.

. um beijo meu .

.

.

Petrus Monte Real disse...

Uma atitude
inexcedível
de um casal excepcional!

Que posso fazer
pela vida do Planeta?

Obrigado
Um beijo de amizade

Bípede Implume disse...

Querida Aninha
Tudo bem?
Feliz 25 de Abril!
Beijinhos e saudades.

Rogerio G. V. Pereira disse...

Arte com gente
e vida dentro

Olinda Melo disse...


Muito obrigada, querida Ana, por trazeres ao nosso convívio este fotógrafo, economista de formação, e sua mulher, duas pessoas que fazem a diferença neste mundo estéril que atravessamos.

Beijinhos

Olinda