Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

sexta-feira, 29 de maio de 2015

«Como são deles as palavras...»

John William Godward

«Mas a angústia que me habita, a violenta redescoberta da morte, que eu acabo de fazer, tornam-me estranha esta cidade, separam-ma dos meus olhos vazios, venho de luto, o meu pai morreu.» 
                                                                                                                                                                                            Vergílio Ferreira, Aparição




3 comentários:

Olinda Melo disse...


Querida Ana

A lei dura da vida obriga-nos a fazer essa redescoberta,
quando menos esperamos.
Deixemos que as recordações guardadas na memória e no coração
tragam alguma consolação.

Força, amiga.

Beijinhos

Olinda

Edumanes disse...

Fim da vida, a morte, para sempre uma triste despedida. Os meus sentidos pêsames, amiga Ana. Que o corpo do seu falecido pai descanse, eternamente, em paz. Um beijo e bom fim de semana.
Eduardo.

Fê blue bird disse...

Amiga Ana, estamos a viver momentos dolorosos e estranhos, nada mais vai ser igual.


Um beijinho solidário e amigo