Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Jorge de Sena - Em Creta, Com o Minotauro

Forumcmpt.pt

Nascido em Portugal, de pais portugueses,
e pai de brasileiros no Brasil,
serei talvez norte-americano quando lá estiver.
Coleccionarei nacionalidades como camisas se despem,
se usam e se deitam fora, com todo o respeito
necessário à roupa que se veste e que prestou serviço.
Eu sou eu mesmo a minha pátria. A pátria
de que escrevo é a língua em que por acaso de gerações
nasci. E a do faço e de que vivo é esta
raiva que tenho de pouca humanidade neste mundo
quando não acredito em outro, e só outro quereria que
este mesmo fosse. Mas, se um dia me esquecer de tudo,
espero envelhecer
tomando café em Creta
com o Minotauro,
sob o olhar de deuses sem vergonha.
Jorge de SENA

Poesia – III, 3.ª ed., Lisboa, Ed. 70, 1989
http://www.citi.pt/cultura/historia_cultura/jorge_sena/

4 comentários:

Anamika:The Sugarcrafter disse...

such intense emotions...quite heart felt !

Bipede Implume disse...

Poeta tão mal amado em seu país. Um ilustre emigrante. Um dos melhores de nós.
E então surgem estas pequenas e sentidas homenagens a provar que ele continua cá.
Beijinhos.

EternaApaixonada disse...

Querida amiga Ana!
Obrigada pelas sempre gentis e carinhosas visitas!
Ser humano ☆☆☆☆☆
E este post demonstra essa sensibilidade sempre presente!
Boa sexta, amiga!
Beijos

Bipede Implume disse...

Venho deixar-te um grande abraço, porque vou de férias por uns dias.
Voltarei e até lá levo-te no coração.
Beijinhos.