Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Quadra em Quatro Ângulos Para um Mundo Esférico

Savador Dalí, Fantasias Diurnas, 1932
***
Tudo se resume no Absoluto.
As coisas diversas são iguais.
Só há alegria porque há luto.
Tudo forma o uno...e não mais!
Ana
*

7 comentários:

EternaApaixonada disse...

Querida amiga do coração!
Que bom receber notícias suas.
Espero que a cada dia tudo esteja melhor!
Um grande abraço e beijos!
Helô

Bipede Implume disse...

Olá Ana
Agora Ana Tapadas.
Muito bem, eu sou Isabel. Muito prazer em conhecer-te.
Será impressão minha ou o sortilégio do Outono nos tocou?
Beijinho.

Poesia Portuguesa disse...

Espero que não se importe que tenha levado "emprestado" um poema seu.
Algum inconveniente será de imadiato retirado.

Grata pela partilha.

Um abraço ;)

Bipede Implume disse...

Ana
Volto para deixar um abraço solidário.
Nestes tempos precisamos de uma alma enorme, amiga.
Beijinhos.

EternaApaixonada disse...

Passei para lhe deixar meu carinho e desejar uma ótima sexta feira!
Tudo de bom pra vcs!
Beijos

comboio turbulento disse...

Caí aqui guiado por uma mail. Em boa hora!
Excelente blogue.Bom gosto e boa arte na hora de escrever e escolher as imagens.
Vou colocá-lo nas minhas visitas aconselhadas

Dédalus disse...

Es cierto lo que dices: Todo es uno. La vida está hecha de contrarios y nada existe sin su opuesto, que lo complementa.

Beijinhos, Ana.