Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

sábado, 31 de janeiro de 2015

A outra face

Roma - José Alves

Caminhamos devagar, sempre a pé, pernas ligeiramente escaldadas por este calor romano - respiração cálida de outras eras. Há mais de vinte anos, por aqui caminhámos dias a fio. Agora, aqui estamos de novo. O nosso filho, já homem feito, acompanha este gosto sereno de olhar cada detalhe. Herdou essa paixão por deambular. Por dentro da sua blusa de riscas, por detrás dos seus óculos escuros escuta a História.

Roma - José Alves

É nestes lugares esconsos que a vida acontece e o tempo se instala. Alguns romanos desviam-se dos turistas, incomodados como nos tempos do império perante a turba exótica. Vamos, então, não peças um capuccino, não te entregues...essa é uma bebida matinal. Sejamos romanos.

Roma - José Alves 
Ao longe, escondem-se os monumentos que bem conhecemos, a que retornaremos, porventura. Levaremos o mapa e olharemos, deslumbrados, como todos os outros. Todavia, é aqui que a cidade pulsa, na sua ímpar identidade.

Roma - José Alves


Comamos por aqui, frugalmente, que o excesso sempre acarreta o declínio. Essa foi a lição que aqui temos plasmada em cada pedra. Talvez te conceda um limoncello, talvez ele me seduza, cítrico e doce. E, tu insistirás, como de costume, para adoçar a minha rigidez disciplinada...por isso, te quero.

Roma - José Alves



Ana

15 comentários:

Edumanes disse...

Roma, Pavia e outras!
não se fizeram num só dia
a seguir às destruições loucas
havia mais tristeza, menos alegria
A outra Face, ninguém via?

Felicidade com fartura,
tenha por onde anda
muito amor e ternura
bom fim de semana!

Para você amiga Ana, um abraço,
Eduardo.

Graça Pires disse...

Em Roma passeia-se bem. Sempre a pé para não perder nada dessas pedras...
Bom passeio, Ana.
Beijo.

Rogerio G. V. Pereira disse...

...é como se lá estivesse
ainda que sem blusa de riscas
ou óculos escuros
pronto a admirar
a identidade da cidade

há muito
que não saio do meu burgo

Zilani Célia disse...

OI ANA!
FOI UM BELI PASSEIO, DEU PARA VERMOS.
ABRÇS

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

heretico disse...

os encantos e recantos de Roma...

onde toda a rigidez merece ser castigada. (ou dulcificada).

beijo

São disse...

Foi bom, muito bom, passear contigo pela Roma íntima, a que tantas vezes escapa por entre os olhares enviesados dos turistas.

Beijinhos e boa viagem, Aninhas

Isa Sá disse...

Bonitas imagens.

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

Bípede Implume disse...

Querida Aninha
"Quem tem boca vai a Roma" e não só. Principalmente olhos para ver e alma para sentir.
Um país cujas algumas cidades gostaria de conhecer.
Lisboa está sob aguaceiros diluvianos intercalados por momentos de sol radioso. Só o frio se mantem. Fruta da época como diz o povo.
Beijinhos de muita amizade

AC disse...

Cúmplice jornada, reforço dos afectos...

Um beijinho, Ana! :)

Vieira Calado disse...

Roma é uma cidade inesquecível
Já aí estive, felizmente!

Saudações poéticas!

Nilson Barcelli disse...

Roma tem muitas faces.
Gostei desta.
Bom resto de semana, querida amiga Ana.
Beijo.

Mar Arável disse...

Para conhecer bem a cidade

é bom perder-nos nela


Fê blue bird disse...

Outras paragens, outros sonhos e os mesmos anseios.
Belas as fotos de um lugar de sonho.

un bacio :)

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, passear pelas ruas de Roma, apreciar a sua beleza em cada uma das suas calçadas é maravilhoso, gostei de muito de a ter visitado.
AG

Bípede Implume disse...

Querida Aninha
Se Lisboa está com frio imagino o que deves sentir.
Bom fim de semana no quentinho da lareira.
Beijinhos