Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Obrigada, Alex Campos!


África

Os meus dias correm afiados. Só hoje posso ter a paz necessária para aqui deixar o agradecimento de um presente muito especial que recebi do meu amigo Alex Campos. Ele conhece bem África. Eu fui apenas, durante alguns anos, professora de Literaturas de Língua Portuguesa.


Recordando...

Assim, quando abri o pequeno pacote...a minha alma deslumbrou-se. Acabava de receber o manancial poético dessa incomparável voz africana: Alda Lara!






À prostituta mais nova
Do bairro mais velho e escuro,
Deixo os meus brincos, lavrados 

Em cristallímpido e puro...

E àquela virgem esquecida 
Rapariga sem ternura,
Sonhando algures uma lenda,
Deixo o meu vestido branco,
meu vestido de noiva

Todo tecido de renda...

Este meu rosário antigo
Ofereço-o àquele amigo 

Que não acredita em Deus...

E os livrosrosários meus
Das contas de outro sofrer

São para os homens humildes
Que nunca souberam ler.

Quanto aos meus poemas loucos
Essesque são de dor 
Sincera e desordenada... 
Essesque são de esperança,
Desesperada mas firme,
Deixo-os a ti, meu amor...

Para que, na paz da hora
Em que a minha alma venha 
Beijar de longe os teus olhos,
Vás por essa noite fora... 

Com passos feitos de lua,
Oferecê-los às crianças 

Que encontrares em cada rua...



Obrigada, Alex Campos!




11 comentários:

Edumanes disse...

Em África, viva Angola,
onde os portugueses permaneceram
naquela terra maravilhosa
por teimosia muitas vida se perderam!

Tenha amiga Ana, uma boa tarde de domingo, um beijo,
Eduardo.

Jorge disse...

Olá, Ana!
Um poema elegíaco, de cortar a respiração.
Éramos profundamente europeus e profundamente africanos, quem decide a nossa nacionalidade autêntica somos nós e mais ninguém.
Abraço amigo,
Jorge

Rogerio G. V. Pereira disse...

Na tal tabela dos afectos, consta um que aqui faz sentido
é o 61 - reconhecimento merecido

Alda Lara é um prémio!

[gostei de a (re)conhecer]

Fê blue bird disse...

Ana, emocionante o poema e a ligação que tens com os teus alunos.
Bem hajas minha amiga.

beijinho e boa semana

São disse...

Lindissima oferta ( e merecida)a que recebeste, pois Alda Lara é um enorme talento e sensibilidade maior ainda .

Abraço grande e fraterno, Aninhas

Isa Lisboa disse...

Não conheço a poetisa, mas gostei do poema que li. Um presente lindo :)

Beijinhos

Isa Sá disse...

Bonito poema...é sempre bom recordar momentos que nos marcaram positivamente.

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

Majo disse...

~
~ ~ Ela era simplesmente genial, de uma sensibilidade rara...

~ ~ ~ Uma preciosa oferta. ~ ~ ~

~ ~ Dias calorosos, felizes. ~ ~

~ ~ ~

~ PS ~ Também quis enviar-lhe uma lembrancinha de África,
mas o meu correio não entrou no endereço que publicou.
~ Entre os comentadores,estão alguns que gostaram.
~ ~ ~

Ana Tapadas disse...

Majo,
se me deixar um endereço de «email» - pois fechou no seu perfil - poderemos comunicar.

Beijos

Majo disse...

~
~ ~ O meu e.mail, Ana...

~ ~ majo.d.rosado@gmail.com ~ ~

~~~ Com a maior simpatia. ~~~~
.

heretico disse...

de facto um privilégio teu. conheço alguns poemas da Alda Lara. e sabia do prémio.

uma vibrante voz de África

beijo