Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Oração poética


Pavia, José Alves


Creio nos anjos que andam pelo mundo,
Creio na deusa com olhos de diamantes,
Creio em amores lunares com piano ao fundo,
Creio nas lendas, nas fadas, nos atlantes;

Creio num engenho que falta mais fecundo
De harmonizar as partes dissonantes,
Creio que tudo é eterno num segundo,
Creio num céu futuro que houve dantes,

Creio nos deuses de um astral mais puro,
Na flor humilde que se encosta ao muro,
Creio na carne que enfeitiça o além.

Creio no incrível, nas coisas assombrosas,
Na ocupação do mundo pelas rosas,
Creio que o amor tem asas de ouro. Amém.


Natália Correia


Nota: dias amarelos...o meu amarelo é alentejano e é ocre.

7 comentários:

Mar Arável disse...

Não creio mas acredito

Bj

heretico disse...

oração pagã. que me atrevo a balbuciar.
timidamente...

beijo

Majo disse...

~~~
Que bom seria crer em todas as utopias!

Beijinhos, Ana.
~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, Tudo que Natália Correia escreveu cada vez mais revela a sua razão no antes, agora e para futuro, motivação e crer é o casamento prefeito,

Atirar pérola a porco?
Não me queimo na parábola.
Em mãos que brincam com o fogo
é que eu não ponho a espada.

Bom fim de semana,
AG

alfacinha disse...

Creio que os Portugueses são todos poetas
Abraço

Graça Pires disse...

Rezo a oração da Natália contigo, Ana.
Um beijo.

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Ana.
Linda oração.
Eu creio em anjos porque já os vi. Há por aí, espalhados no silêncio, mas sem asas, para que ninguém dê por eles.
Creio que é possível acreditar em tudo, mas ninguém espere que o mundo seja ocupado por rosas, a não ser que tragam apenas os espinhos e deixem as pétalas voar nos ventos...

bj amg