Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Deve haver

Beckwith e Fisher. Sudão






Deve haver, num recanto qualquer
o bafo quente, a terna voz...
Deve haver, um mágico embondeiro
que acalme e proteja o terno rosto
e o espírito trágico que vagueia,
bombardeio de crueldade atroz.
Deve haver, num recanto qualquer
um ser humano, um colo de mulher,
um cálido ideal que serpenteia...
E o grito que rebenta a voz!

Ana






Conflito no Sudão do Sul já roubou os lares a dois milhões de crianças

Jornal EXPRESSO, 8/05/17

13 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

No Deve/Haver
da contabilidade divina
tudo isso devia haver
assim como devia ser extinta
a má sina

Majo Dutra disse...

África continua a ser mártir... 46 anos de guerra civil...
E não há um justo que separe as partes rivais...
Excelente denúncia, Ana.
Beijinhos

Edumanes disse...

Como antes Deus o fizera,
diferente o mundo estará,
nos países onde há guerra
infelizmente, paz mas não há!

Conflitos no Sudão,
junto dum embondeiro
do som do bombardeiro
sente dores no coração!

Tenha uma boa tarde amiga Ana, um beijo,
Eduardo.

CÉU disse...

Olá, Ana!

Talvez esse recanto, que julgamos, ou melhor, k temos a certeza que existe seja a tua poesia, a tua luta de palavras e com as palavras.

Beijos e dias melhores.

Mar Arável disse...

Mais que observar é sempre urgente resistir
Bjs

Mariazita disse...

Deve haver, sim... Pelo menos a esperança leva-nos a acreditar que haja.
Difícil, no meio de tanta desgraça, é encontrar um ombro para encostar a cabeça e um colo para repousar...

Continuação de boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

alfacinha disse...

O drama de África Fome seca e guerra
um abraço

Fernanda Maria disse...

Amiga Ana, devia haver assim um recente no mundo, mas infelizmente,penso que não há.
A maldade humana não tem limites.

Um beijinho

O Toque do coração



Jaime Portela disse...

E não há fim à vista nesta indiferença humana perante crianças tão indefesas.
Nem Guterres que nos valha...
Excelente poema, querida amiga, gostei imenso.
Bom fim de semana, Ana.
Beijo.

Bípede Implume disse...

Querida Aninha

Sempre atenta, como devemos estar todos.
Sabes, eu sou...era... uma pessoa de esperança mas começa a faltar-me o chão, começo a ter muitas dúvidas, muitas interrogações.
Uma coisa é certa continuo a gostar muito de te ler.
Beijinhos e bom fim de semana.

PS - Já visitei o que resta do castelo do rei visigodo. Só não sabia a historia da mulher. Muito obrigada senhora professora!
Mais beijinhos.

Manuel Veiga disse...

boas causas, as tuas!

beijo

Graça Pires disse...

Um poema muito belo e comovente, Ana. As crianças continuam a ser as maiores vítimas dos conflitos dos homens. É toda uma geração que não tem oportunidade de resistir...
Tem de haver um lugar. Tem de haver um colo. Tem de haver vontade...
Uma boa semana.
Um beijo.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá, infelizmente o conflito no Sudão do Sul vai continuar em beneficio daqueles que lucram com este e outros conflitos, enquanto não houver um travão aos interesses pessoais económicos, as vitimas vão continuar a aumentar, todos sabemos quem são os beneficiários, incluído alguns portugueses apoiantes da direita que lhes é submissa em troca de migalhas manchadas de sangue, Antonio Guterres vai ser mais um que se vai tornar impotente para resolver o mínimo dos mínimos a favor das vitimas, é notório que é o poder económico que impôs as regras e dão as directrizes aos políticos, enquanto assim for, nada vai mudar e sofrimento vai continuar.
Feliz semana,
AG