Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Língua e Cultura

Linguistic map Southwestern Europe


Conheço relativamente bem Barcelona e a Catalunha. Houve um tempo em que muito escrevi, por aqui, sobre aquelas paragens. Ali tenho bons amigos... O Cesc partiu para sempre.
São tempos circulares aqueles que vivemos. A seguir veremos. Não vivemos tempos de lirismo, isso não!

Recordando (basta clicar):

Pela Catalunha


[...]  Não podemos apagar a História. Estamos de acordo. Não poderemos esquecer as guerras: civis, coloniais, quixotescas, velhas gestas, velhas tiranias. Só assim evitaremos as do porvir.
Da tua rica Catalunha podes olhar o meu Portugal sem memória histórica.
Tu não és castelhana. Eu não sou castelhana.
Nós somos ibéricas e irmãs ancestrais. Nós somos ibéricas como todos os castelhanos, afinal.
Humanas e sequiosas de um mundo melhor.


                            Com Amizade.





13 comentários:

Mar Arável disse...

Tantas são as Catalunhas

Bj

Edumanes disse...

Só um Dom Afonso Henriques, conseguiria a independência da Catalunha. Como conseguiu a independência de Portugal. O qual pelos Filipes foi anexado à Espanha ilegalmente durante 60 anos. As ameaças do governo central ao governo catalão cada vez são mais do que evidentes, e a corda parte sempre pelo lado mais fraco.
Bom fim de semana amiga Ana, um beijo.
Eduardo.

CÉU disse...

Pois, é verdade, Ana! Bethânia está no Coliseu de Lisboa, atuando, hoje e amanhã. Então, e o meu poema? Eu sei que ele não vai ser declamado no Coliseu, mas "pobrezinho", tem direito a "viver".

Li este teu post e o de 2009, e, de facto, estamos na Península Ibérica, eles e nós. Só vejo isto. A História de Portugal e Espanha, em minha opinião, têm pouco em comum e a que tem, foi à força. Estou a lembrar-me de Afonso VII, 1383-85 e de 1580-1640, entre outras.

Considero o povo espanhol, mesmo aqueles que estão "colados" ao Norte de Portugal, bem diferentes de nós, em todos os aspetos. Todavia, se eu não estiver a ver bem o "filme", explica-mo, por favor!

Beijinhos e bom domingo.

AC disse...

As vontades de uns esfumam-se no punho de outros. Velha história, esta.

Um bom domingo, Ana :)

Bípede Implume disse...

Querida Aninha
Nunca estive em Barcelona...aliás nunca estive em Espanha. Badajoz e Fuentes de Onõro, não contam. Mas tenho uma predilecção por cantores catalães.
Todo este processo foi mal conduzido. Espero que o bom senso prevaleça.
Beijinho de muita amizade.

Olinda Melo disse...


Querida Ana

Li este post e o de 2009. Gostei muito.
Gosto do conceito de "ibérico"
e devíamos mimá-lo mais. Talvez não haja assim
muita diferença entre nós.
No catalão há muitas palavras que soam mesmo
à portuguesa.
Tem um resto de bom domingo.
Beijinhos
Olinda

Manuel Veiga disse...

o tempo é um grande escultor de Pátrias.
acontecem que por vezes chega tarde. enfim, digo eu...

gostei muito

beijo


anuncio-te que reabri os comentários
espero continuar a merecer a tua presença amiga

grato

CÉU disse...

Acontece aos/às melhores, não te preocupes, Ana!
Os meus poemas dizem sempre o mesmo, mas gosto, mesmo assim, de receber umas palavrinhas, confesso.
Ensinar é uma missão de mta responsabilidade e doação, mas tb de mta alegria. Que bom conseguirmos transmitir conhecimentos e os vermos aplicados!

Já tinha percebido, que te debates com esse tirano, mas, atualmente, a oncologia está mto avançada e mtos cancros são curáveis. Claro que a idade é um fator, que beneficia, por um lado, menos reprodução das células, mas por outro, há menos capacidade de resposta, pke há outras maleitas associadas. Tens de ter paciência e dares o teu melhor, como tens feito até aqui.

Acalma-te e não andes tão apressada. Tu só és uma e és alentejana.

Beijos e uma boa semana.

Graça Pires disse...

"Somos todos ibéricos". Um belíssimo livro de Natália Correia que talvez devêssemos reler.
Gostei tanto do teu texto, Ana. E do mapa linguístico.
Uma boa semana.
Um beijo.

São disse...

Excelente ideia de mostrar o mapa linguístico.

Estou com a Catalunha na revolta contra a brutalidade e cegueira de Madrid.

Abraço com afecto, Aninhas

Jaime Portela disse...

A Catalunha é uma nação ibérica, disso não há qualquer dúvida.
E o mapa evolutivo mostra isso muito bem.
Um post interessante.
Bom fim de semana, amiga Ana.
Beijo.

Just Fantasy Bijuteria disse...

E, afinal, somos todos humanos. Mas, infelizmente, em constante conflito, é necessário um equilíbrio. Bom fim de semana!

alfacinha disse...

Sou Flamengo , sou Belga e principalmente sou um europeu como nós todos somos
Abraço