Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

domingo, 3 de maio de 2020

O meu lugar

Senhora dos Prazeres, foto da Câmara Municipal de Ponte de Sor


Lugar de alguns sonhos corridos por esses caminhos. Lugar de noites feitas de fiapos de relento e de astros familiares identificados no breu. Lugar de bateria recarregada, porque a alma ancestral ali se lava do quotidiano. O romance, as pedaladas vigorosas na familiar bicicleta. A corrida dos velhos tempos de atleta. A caminhada longa. A chegada motorizada.
Ancestral «Senhora dos Prazeres» que tanto te amamos. Tu, a velha fenícia da inscrição que ainda guardas. Tu, a romana convertida aos prazeres sórdidos do caminhante em velha estalagem que aliviava a estrada até Mérida. Tu, a templária de secretos segredos que ainda hoje guardas nos teus cultos primaveris. Velha sefardita, aliada a Castelo de Vide, dos imensos piqueniques campestres. És nossa em Maio e dos de Castelo de Vide em Setembro. «Senhora dos Prazeres», com esse topónimo, alguma vez foste católica?
Madrinha de meninas que nasceram como eu, filhas de um tempo antigo. Padrinhos? Dois. Madrinha? Tu! Hoje, anos levados, ainda te amo na tua singela complexidade, na ausência de tantos a quem quisemos juntas.
Vejo-te como o Açor que sobrevoa a nossa terra e lhe roubou o nome. A criança que me habita, corre pelos caminhos desarvorada, feita trigo do Futuro.

Ana


16 comentários:

chica disse...

Tão lindo te ler e adorei a foto desse lindo lugar que tanto te fala! beleza! E a criança que em ti mora,se manifesta muito bem! bjs, chica

Rogério G.V. Pereira disse...

Há uma coisa que teu texto me trouxe e eu nunca, em boa verdade, nunca eu tinha pensado nela. Como é que, na lonjura dos lugares e montes, não há gente que escreva sobre a solidão do povo alentejano?, até antes pelo contrário

Pedro Luso de Carvalho disse...

Olá, Ana. Um lugar magnífico, como se vê pela imagem e pelo teu belo texto. Parabéns!

Uma ótima semana, com os necessários cuidados com o coronavírus.

Bjs.

Pedro

JP disse...

Que "canto" tão bonito… É tão fácil ficar encantado com este pequeno canto de paraíso eternizado nas tuas memórias e agora, também, pelas tuas belas palavras.



silvioafonso disse...

Que lindo. No dia que tudo mudar e o
imóvel precisar ser vendido eu gostaria
de entrar na fila dos pretendentes.
Aí eu me arranjo com uma mulher e lá
faremos o nosso ninho de amor. (risos)
Beijos.

Ana Tapadas disse...

Por acaso é uma capela...e curiosamente em terreno privado.

Mariazita disse...

Não sei se gosto mais do texto se da capela melancolicamente colocada nessa extensão de verde que, tem a honra de servir a dois senhores - Ponte de Sor e Castelo de Vide - ambos lugares de que gosto imenso...
Bem, mas o texto é magnífico!

Respeitando a distância social... deixo um abraço.

Feliz Terça-feira e uma boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

alfacinha disse...

Adoro o charme do Alto Alentejo com sua natureza perfeita
bjs

Manuel Veiga disse...

Senhora dos Prazeres? confesso-me seu devoto!
O teu texto é magistral...

adorei

beijo, amiga

Mar Arável disse...

Excelente texto no Alentejo incomensurável e belo
Bj

Elvira Carvalho disse...

Uma prosa cheia de poesia, ou um poema prosa muito belo.
Abraço

Graça Pires disse...

" A criança que me habita, corre pelos caminhos desarvorada, feita trigo do Futuro". Ana que bem descreveste os momentos passados neste teu chão tão belo tão cheio das tuas memórias…
Muita saúde.
Um beijo.

Jaime Portela disse...

Se ela (a Senhora dos Prazeres) ler este magnífico texto, vai ficar orgulhosa da afilhada Ana...
Gostei muito. Um olhar diferente e muito pessoal.
Ana, continuação de boa semana.
Beijo.

AC disse...

Quando as palavras se libertam de estereótipos e germinam, espontaneamente, da alma, dá no que dá: um excelente e sentido texto, tecido num feliz casamento da ancestralidade com a lucidez.
Maravilhoso, Ana!

Um beijinho :)

Olinda Melo disse...


Querida Ana

Um texto belo e emotivo. Nessas tuas recordações da infância
nos envolvemos e desejamos fazer parte.

Bom domingo, minha amiga.

Beijos

Olinda

AC disse...

Passei para saber como a Ana vai. Espero que esteja tudo bem.

Abraço