Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Este sol, não sei se já o disse


Eugénio de Andrade é um poeta maravilhoso. As suas palavras são gémeas da minha sensibilidade, desde sempre. Quem me conhece estará a sorrir...desculpem, este é um amor puro:
***
Este sol, não sei se já o disse,
este sol é o mar todo
da minha infância.
***
É como se fora manhã alta,
os seus cabelos ardem,
mas eu sonho com outra boca.
***
Onde aprenda a ser água.

in Matéria Solar, Fundação Eugénio de Andrade, Porto, Julho, 2000

1 comentário:

Sintonias do coração disse...

*****

Boa noite, Anna!
Obrigada pela visita e comentário!
Gostei do que encontrei aqui!
Amo poesias! E ser recebida pelo Eugênio foi Show!!!
Uma ótima semana!
Beijos cá do Brasil!
Helô

*****