Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Arraiolos - Ilhas

(Ilhas, Arraiolos)
Maluda

(Ilhas, Arraiolos)
Maluda
Caminhando de Arraiolos para Évora existe, ancorado na Planície, um pequeno povoado encantador - Ilhas.
Assim, distante do oceano, mas no plano mar da terra alentejana, atrai e cativa o viajante mais distraído.

Ali passei, uma vez mais ...e recordei como gostavas deste lugar, amigo Francisco. Não eras o único. O olhar atento de Maluda captou-lhe a geometria e plasmou na tela a luz invulgar daquelas Ilhas.



Arraiolos ( Ordem dos Arquitectos)

http://maludablogumnomundo.eu

6 comentários:

Bipede Implume disse...

O Alentejo, tem para mim, o mesmo efeito do mar. Dá-me uma total serenidade. Uma paz, que busco de vez em quando, certa de que a vou encontrar. Sem esperar dou com essa paz aqui mesmo.
Beijinhos.

Dédalus disse...

Ciertamente, parece un bello lugar. Si, además, está poblado en tu memoria de bellos recuerdos, entonces es ya un sitio encantado.

Besos, Ana.

Bipede Implume disse...

Boa semana, amiga.
Aproveitaste este feriado para descansar?
Espero bem que sim.
Beijinhos.

romério rômulo disse...

ana:
saí do bípede implume e vim até aqui saber um pouco mais de portugal.
romério

Hipatia disse...

Un lago de paz, eso me pareció el Alentejo. Había unas luces exquisitas (no con el significado portugués, jaja).
Y me dieron a probar el oro verde, de una alamzara próxima, de los mejores que he probado nunca.
Obrigada, Ana.
Saludos desde Vulcano.

Jardineiro de Plantão disse...

Bonitos quadros de Maluda, conheço muitos quadros da autora, não sabia que a mesma se tinha debruçado alguma vez nas Ilhas de Arraiolos.

Parabéns pela postagem...

Abraços deste compadre.