Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

PARA TI

Picasso, Pequenas flores

Boas Festas

Ana

6 comentários:

comboio turbulento disse...

fel
iz
nata
l

Janaina Amado disse...

Para ti também, Ana.

Juℓi Ribeiro disse...

Ana:

É sempre uma grande alegria
te visitar.
Venho desejar a você e seus familiares um FELIZ NATAL
e um ANO NOVO maravilhoso.
Beijo.

•.εïз.•°°•.εïз.•°°•.εïз.•°°•.εïз.•

"O ANO NOVO ainda não tem pecado:
É tão criança...Vamos embalá-lo...
Vamos todos cantar juntos em
seu berço de mãos dadas,
A canção da eterna esperança."
-Mário Quintana-

•.εïз.•°°•.εïз.•°°•.εïз.•°°•.εïз.•

"O NATAL agita uma varinha mágica
sobre todo o mundo e observe,
tudo é mais suave e mais bonito."
-Norman Vincent Peale-

__________________Paz
__________________União
_________________Alegrias
________________Esperanças
_______________Amor.Sucesso
______________Realizações★Luz
_____________Respeito★harmonia
____________Saúde★..solidariedade
___________Felicidade ★...Humildade
__________Confraternização ★..Pureza
_________Amizade ★Sabedoria★.Perdão
________Igualdade★Liberdade.Boa-.sorte
_______Sinceridade★Estima★.Fraternidade
______Equilíbrio★Dignidade★...Benevolência
_____Fé★Bondade_Paciência..Gratidão_Força
____Tenacidade★Prosperidade_.Reconhecimento
- ¨.•´¨) . ×`•.¸.•´× (¨`•.•´¨). ×`•.¸.•´× (¨`•.-
- ¨.•´¨) . ×`•.¸.•´× (¨`•.•´¨). ×`•.¸.•´× (¨`•...“:)

loira mexicana disse...

Valeu pela visita lá no blog!
que bom que gostou!Assim como também gosto daqui!

EternaApaixonada disse...

*****

Querida amiga Ana,

Hoje é Natal e não poderia deixar de vir aqui lhe deixar um abraço fraterno!
Que seu dia esteja muito feliz junto aos seus!
Beijos

PS: Estou levando para o Sintonias essa linda lembrança, que lá perfumará por todo o próximo ano, como símbolo de nossa amizade!
Obrigada

*****

*****

ADRIANO NUNES disse...

Ana,

Feliz Natal!

"ARTESANAL" (para meus pais e meus irmãos que suportam, todos os dias, a dor da distância e da ausência)


Estou triste e tudo dói
Em minh'alma. Nada achei,
Quando segui a dura lei
Do sonho. São apenas sóis


Brilhando nesse vazio,
Alguns versos de Natal.
Nesta vida artesanal,
Quase tudo é tão tardio.


Estou triste. Por que sempre
Espero romper o dia
Sem surpresa, sem presente?


Por que não me preveria,
O céu, dos três reis cadentes,
De Deus, da selvageria?




Adriano Nunes.



p.s.: quando puder, dá uma passada em meu blog!