Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Homem

José Alves - Madeira/07

Eu sou o Homem que caminha na ânsia de uma viagem sem fim.
Quero, apenas, pressentir uma sensação luminosa de distantes mundos ainda por desvendar...
Caminhar num vácuo imenso onde possa escutar a majestade tremenda de um silêncio inicial.
Eu sou o Homem que caminha na progressão envolvente de um espaço total!


Ana



José Alves - Açores/08

23 comentários:

Bipede Implume disse...

Querida Aninha
Aquele poema do Torga sobre o Alentejo, escolhi-o a pensar em ti.
Para mim é perfeitamente clara essa ânsia de partir. Ás vezes parece que este "rectângulo" parece demasiado pequeno...
Um texto muito belo.
Boa noite minha amiga. Beijinhos.
Isabel

Sonhadora disse...

Minha querida belo texto.

Eu sou o Homem que caminha na progressão envolvente de um espaço total!

diz muito...adorei
Beijinhos

Ianê Mello disse...

Desvendar novos mundos é um desejo humano.
Desvendar o mundo conhecido com um novo olhar é sábio.

Beijos.

Gerana Damulakis disse...

Ana, acho que você ficará ofendida: tenho um poema no meu desgraçado livro Guardador de mitos que lembra muito este seu.
Isto é uma ofensa, mas não se aborreça pois eu apenas começo de forma parecida: "Possuo uma ânsia de andar este caminho..."
Adorei! Beijos mil.

Denise disse...

Sempre profundamente intensa.

tão bom vir por aqui.
Perdoe-me pela falta..........andei em silencios precisos.
carinho
De

victorb disse...

Só alguns, poucos, conseguem dizer o que todos pensam!

Parabéns caríssima Ana

disse...

Gosto tanto dos seus poemas... E eu nem gosto de ler poesia !
Duas fotos, uma onde nasci, outra onde nasceu a minha avó :)

Nilson Barcelli disse...

Caminhar é vontade de mudar.
Excelentes palavras para belas imagens.
Gostei imenso querida amiga,
Beijos.

Flor ♥ disse...

Aninha,

Essa ânsia de progressão que nos desinstala... bem descrita em teus belos versos!

Beijinho.

Georgia disse...

Ana, linda imagem, lindas palavras.

Vim te desejar uma noite linda de Natal. Que o novo ano possa chegar repleto de coisas boas e que você possa aproveitar as oportunidades que surgirem.

Um abraco grande

Georgio Rios disse...

Viajar, viajar sem fim, nas curvas soltas do poema!!!

Gerana Damulakis disse...

Ana: fiquei com receio que você realmente tivesse se ofendido por eu ter comparado um verso seu com um verso meu, mas era brincadeira, apenas havia uma lembrança entre eles. Coisa de aquarianas.

EternaApaixonada disse...

Querida Ana

O tempo parece escoar-se nesse finalzinho de ano... Mas a vontade sempre presente de estar aqui!
E vale a pena! Sempre saio com brilho nos olhos! Mais um texto lindo!
Um beijo e um fim de semana tranquilo!

Vieira Calado disse...

É o sonho do poeta -
- o sonho do infinito!

Um beijinho para si.

maria disse...

desejo-vos muita Luz , muita Saúde e muita Paz e que o novo Ano vos traga tudo quanto desejo para mim.
xi
maria de são pedro

Magia da Inês disse...

Olá, amiga!
Conheci seu cantinho... amei tudo que li... aqui há muita beleza e sensibilidade.
Espero sua visitinha, quando puder...
Um ótimo fim de semana!
Beijinhos carinhosos.
Itabira - Brasil

Adoyma disse...

Entro en tu blog por el de Antoniatenea.
Las fotografias de mi mar son preciosas!!!
Cordial saludo.
Adoyma, y:
FELIZ NAVIDD!!!

Silvana Nunes .'. disse...

Que minhas emoções sejam equilibradas; que a harmonia seja instalada em minha alma; que meu coração seja a morada permanente do amor: que o ele seja infinitamente a força que me sustenta, mantendo-me unida a todos os meus irmãos. Que a cada amanhecer eu seja preenchido pelos raios de Sol.
Que Nhande Rú me permita espalhar por onde eu andar o seu ensinamento, e que todos os que através de mim sentirem a presença do Amor, o levem adiante a todos outros que encontrarem pelo caminho.
Que Assim Seja !
Desejo uma noite de Natal Próspera e de Sucesso,.
Saúde e Paz!
Silvana Nunes.’.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER...
Em: http://www.silnunesprof.blogspot.com

Sofia Carvalho disse...

Olá Ana, vim agrdecer pessoalmente o teu obrigada ao comentário que deixaste no blogue do nilson. Virei com mais tempor ver o teu blogue com mais calma. Adoro o alentejo, sempre que posso vou passar ai uns dias nas minhas férias.Sou do Minho, talvez por isso adoro o Alentejo. gosto de me perder na imensidão das vossas planicies;)
Beijinhos e obrigada;)

Cristina disse...

Viajar sem fil...um grande sonho!
Bom fim de semana, beijinhos.

Meg disse...

Ana,

Esse é o sonho, e também uma tentativa de perseguir a Esperança.
E a Esperança não pode ter fim, minha amiga.

Obrigada pelas tuas palavras.
Tem um bom fim de semana.

Beijo

disse...

Gosto tanto deste poema,é um sonho de infinito :)

Sansell disse...

O saber é algo que se adquire com vontade e vivencia, eu ainda não vivi muito, mas é com pessoas como a professora que, nesta adolescência escassa e vazia, se vai enchendo muito lentamente de sabedoria e vontade de saber mais, espero escolher o caminho certo, para poder, um dia, ser tal como a professora, saber, e ter vontade de aprender mais. Comprimentos, da aluna Sofia.