Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

terça-feira, 26 de abril de 2016

Impressões...

H. Gengönul, Grécia

Helénicas escravas
Titubeantes
Velhas inertes...
Azedas eslavas
Arrogantes
Velhas inertes...
Esbeltas adriáticas
Pavoneantes 
Velhas inertes...
Enigmáticas chinesas
Equidistantes
Velhas inertes...
Vãs portuguesas
Titubeantes
Em suas certezas...


Ana


*Velhas portas ou velhas às portas?

2 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Novas inertes
De uma Europa frouxa

Talvez se salvem os corpos esbeltos
porque serão jovens por alguns anos

Majo disse...

~~~
Muito interessante, Ana.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~