Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Mimetismo e fractal






Fotografias de José Alves: Barcelona



"Visitei quase todas as obras (de Antoni Gaudí) em Barcelona e apercebi-me de que aquilo que para mim era escultura era feito com portas, punhos de porta, rodapés... Aquilo tinha tudo o que tinha a minha casa. Simplesmente era a cantar."

(Álvaro Siza Vieira, O Público, 05.04.09)

14 comentários:

LUNA disse...

A Casa Milà faz parte do sítio Obras de Antoni Gaudí, Património Mundial da UNESCO.
(lista | critérios | signatários | em perigo)


Casa Milà ao lusco-fusco


Arcos parabólicos sob o terraço da Casa Milà.
Casa Milà, também conhecida como La Pedrera (catalão para 'A Pedreira'), é um edifício desenhado pelo arquitecto catalão Antoni Gaudí e construída entre os anos 1905 e 1907. Está situada no número 92 do Passeig de Gràcia (passeig é catalão para "promenade" ou "avenida") no bairro Eixample de Barcelona, Catalunha, Espanha. Foi construída para Roger Segimon de Milà. É parte do Património mundial da UNESCO, juntamente com outras obras de Antoni Gaudí.
Índice [esconder]
1 Características
2 Casa Milà nos media
3 Ver também
4 Referências
5 Ligações externas
[editar]Características

O edifício não possui quaisquer linhas rectas. A maioria das pessoas considera-o magnífico e arrebatador; alguns dizem que se parece a ondas de lava ou a uma duna de areia. O edifício parece desafiar o nosso conceito de arquitectura convencional. O aspecto mais impressionante é o telhado, com uma aparência quase lunar ou de sonho.
O edifício pode ser considerado mais uma escultura do que um edifício convencional. Os críticos salientam a ausência de preocupação com a utilidade, mas outros consideram-no como arte. Os habitantes da cidade da altura consideravam-no feio, daí a alcunha de "pedreira", mas hoje em dia é um dos marcos da cidade.
Pode ser comparado com as pareces íngremes com que as tribos africanas constroem as suas habitações, semelhantes a cavernas. A fachada ondulada, com largos poros, lembra um praia ondulante de areia fina, formada, por exemplo, por uma duna. Os favos feitos por abelhas atarefadas também salta à ideia do observador que olha para os altos e baixos, semelhantes a cobras, que percorrem o edifício inteiro.
A Casa Milà foi o predecessor de alguns edifícios com uma aparência biomórfica semelhante:
Torre Einstein em Potsdam, desenhada por Erich Mendelsohn
Museu Solomon R. Guggenheim em Nova Iorque, desenhado por Frank Lloyd Wright
Chapelle Notre Dame du Haut, Ronchamp, França, desenhada por Le Corbusier
Hundertwasserhaus e outras obras do arquitecto austríaco Friedensreich Hundertwasser
Disney Concert Hall em Los Angeles, por Frank Gehry
São efectuadas exibições gratuitas no primeiro andar frequentemente, que também permite a oportunidade de ver o desenho interior. O acesso aos apartamentos e ao telhado requer o pagamento de uma taxa.

Sonhadora disse...

Ana
Lindas fotos, soberbas.
Um beijinho grande para ti

Sonhadora

Cesc Ginesta disse...

mmm.... que decir...

a cien metros de los edificios de la primera fotografía he pasado 35 años de mi vida... en tres Empresas diferentes, separadas entre ellas como máximo por 50 metros.

¿Increíble, no?

Seguir la obra de Antonio Gaudí por el Paseo de Gracia de Barcelona es algo realmente excepcional......

Cesc

Janaina Amado disse...

Ai, como eu amo Guadí e Barcelona, que bom reencontrá-los aqui. :-)

Fernando Campanella disse...

...Nada de novo sob o sol
parece mesmo haver -
salvo o olhar.
(Fernando Campanella)

É isso, Ana, usei uns versinhos de um poema que fiz para concordar com vc quando diz que é simplesmente o cantar. Linda postagem, lindo o trabalho do Gaudi, lindíssimas fotos... E o toque de tua alma poética, sensível, nos encantando.
Bjos.

Andradarte disse...

Tudo bonito Ana...os edifícios
as fotos(belas), e como diz,
valeu a pena a viagem.
Beijo

Nydia Bonetti disse...

Duas coincidências, Ana: ontem quase postei um poema com o título "mimetismo" e acabei de comentar um post da Martha, onde lea fala sobre a CASA. Vou deixar um poema também:

casas antigas
dormem em paz

eu não

não pude
construir minha casa

nunca dormi em paz

mas a casa se fez
por si mesma

a casa habita em mim

eu a carrego
sobre meus ombros

a casa sou eu

a paz, couraça
calcária concha

espiralada enfim

Que fotos lindas. Beijo!

disse...

Barcelona parece ser uma cidade tão bonita, espero lá ir em breve !
As fotos estão bonitas :)
Beijinho

Salomé disse...

Obrigada pelo comentário.A senhora, para além de ser uma optima professora, é uma optima pessoa.
Bonitas fotografias. Fico feliz que tenha gostado da viagem. Espero que esteja tudo bem com o seu primo.
Beijinho*

Salomé disse...

Não sabia, desculpe. Espero que a professora esteja bem. Tem aqui uma aluna com a qual pode contar. Beijinho*

Nilson Barcelli disse...

Barcelona é uma cidade que vale mesmo a pena visitar. Ainda que relativamente cara (quando lá estive, havia vários casos de entradas de 15 a 20 EUROS).
Querida amiga, um beijo.

Flor ♥ disse...

Barcelona é uma obra de arte ao ar livre!

Bjs.

Bipede Implume disse...

Querida Ana
Que bonito tudo. A imagem das portas e janelas a cantar só mesmo uma alma de poeta poderia sentir assim.
Visitar Barcelona é daquelas coisas que têm de ser feitas para que o nosso ciclo de vida fique perfeito.
Beijinhos.
isabel

Gerana Damulakis disse...

Gosto mais de Barcelona do que de Madrid.