Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

sábado, 20 de fevereiro de 2010

DIS - CURSUS

9 comentários:

Platero disse...

A Arte Nova faz parte de um dos períodos artísticos que mais me fascina, a utilização das curvas e das figuras longílineas dão uma grande elegância a este tipo de imagens.

Felizmente temos na nossa arquitectura exemplos de uma grande excelência para este período, especialmente em Aveiro.

Beijos e abraços Ana

Platero disse...

A Arte Nova faz parte de um dos períodos artísticos que mais me fascina, a utilização das curvas e das figuras longílineas dão uma grande elegância a este tipo de imagens.

Felizmente temos na nossa arquitectura exemplos de uma grande excelência para este período, especialmente em Aveiro.

Beijos e abraços Ana

Cristina disse...

Muito lindo.Préfero o Verâo!!
Beijinhos.

Sam Seaborn disse...

Sou um apaixonado por todas as estações do ano… mas estou já “mais que saturado” deste inverno… E que inspiração agradável das imagens seleccionadas…

Salomé disse...

Gosto do verão mas não trocava o inverno nem o outono pelas outras estações.
Também espero que sim, tenho uma excelente professora.
Beijinhos *

LUNA disse...

Esta época do arte, Noveau, manca umas linhas elegantes, longilineas e limpas.
É uma época de bonança económica no mundo, que se reflexa, como näo, tambén no arte.
Têmos aqui na Espanha, uma cantidade enorme de expressöes de este tipo de arte, que, para meu gosto, é maravilloso!!!!!

Obrigada por trazer coisas täo belas, querida amiga.

ParadoXos disse...

faço arte da tua vida e a parte que fica é mágica

:-)



um abraço terno!


hedu

Bipede Implume disse...

Querida Aninha
Compreendo perfeitamente essa sensação um pouco amarga de voltar a este estado de coisas. Então voltamos ao mar. Os nossos navegadores também acharam o rectangulo demasiado pequeno e por isso partiram. E, confesso, às vezes dá essa vontade. Mas como já estive muitos anos longe a saudade é insuportável.
Ou então faço como um cunhado, na altura adolescente, que dizia para a mãe; Um dia fujo, só cá venho para jantar. É o que eu faço, fujo mas volto sempre.
Beijinhos, amiga. Que bom que estás de volta.
Isabel

Gerana Damulakis disse...

Já tive a reprodução das 4 estações. exatamente esta.
Voltou? Que bom, embora ainda longe, agora vc está um pouco mais perto: só há o mar.