Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Setembro boreal

José Alves, 2010

José Alves, 2010

José Alves, 2010


Em Setembro
Amadureço e relembro
Pedaços de luz boreal.
Em Setembro
Amanheço e entendo
Um orvalho matinal.
Em Setembro
Professo e compreendo
O Amor puro, universal.

Ana

14 comentários:

JPD disse...

Belíssimas fotografias, Ana

LUNA disse...

Também digo que as fotos säo belíssimos.
Setembro, começa o outono.
Para mim é a estaçäo mais bonita do ano.

Mas para professar o amor puro, universal, cualquer mes é bonito e imortante...
Setembro é ótimo, se com isso você é feliz.
Beijinhos

Laura disse...

Para mim o Outono é a melhor estação .
Beijnhos

Meg disse...

Ana,

Este teu poema é uma ode ao Outono, e as imagens - belíssimas - remetem-me para memórias dos vinhedos nas encostas do Douro.
Saudades das cores, de tantos bons momentos...saudades!

Beijo

Flor disse...

Muito bonita a tua entrada!

Desejo-te que sejas feliz neste Outono que começa amanha.
Beijinho
Flor

Gerana Damulakis disse...

Ana: entrar aqui atualmente tem 2 finalidades; uma, sua poesia (claro!), a outra finalidade diz respeito ao mundo de fotografias belíssimas.
Belo poema para iniciar uma nova estação. Beijo carinhoso para você, poeta querida.

Fernando Campanella disse...

Setembro traz a nós no Brasil o morno aroma das flores, a primavera, a abertura do coração.
Há alguma coisa no ar nesta estação, que lembra muito o amor universal de que falas em teu belo poema, minha amiga. Bjinhos.....

Hipatia disse...

Qué maravilla de fotografías!
Nací en septiembre, el día 21; de alguna forma, el otoño hace que me crezcan alas en el corazón.
Obrigada mi querida Ana alemtejana (he pasado el verano sumergida en el Alemtejo prehistórico, entre libros claro está...;)
Um beijinho desde la nave.

Bipede Implume disse...

Querida Aninha
O Outono também é a minha estação. Nasci no Outono. Lembro-me, quando as professoras pediam redacções sobre as estações do ano que mais gostávamos, a maioria escrevia sobre a Primavera, depois vinha o Verão e depois restavam duas meninas: uma gostava do Inverno e eu gostava do Outono.
A primeira fotografia leva-me para a eira dos meus avós minhotos e as desfolhadas. E dos abraços e beijinhos conforme a cor da espiga.
E os cantares e a alegria.
Obrigada por este voar no tempo.
Poema e fotografias de mãos dadas.
Beijinhos e excelente fim de semana.
Isabel

Georgia disse...

Ana, estou levando a abóbora para um delicioso doce com côco.

Bjao

Cristina disse...

Bom fim de semana, Ana.
beijinhos.

Cristina disse...

Bom fim de semana, Ana.
beijinhos.

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

setembro é mês poético porque nos chama para natureza

Marcio Nicolau disse...

Adoro setembro. Gostei muito do teu blogue.