Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Bendito Sejas!

Assis - José Alves
Chovia...
E, numa trégua de momento
Eu bendizia ...
A irmã chuva,
O irmão vento,
A paz fecunda daquele dia!
Pensei em Maria
E nem mesmo serei Teresa
Porém sorria...
No meu amor
Por toda a Natureza!

 Ana



BRAVO CHILE!

16 comentários:

JPD disse...

Não estive em Assis.
O texto e a ilustração estão harmoniosos e são excelentes.

(Deseja-se ardentemente que um único acidente ocorra até ao resgate do último mineiro e da equipa de salvamento que foi à mina a meio da operação.)

Bjs, Ana

ETERNA APAIXONADA disse...

Que seja hoje Chilena de coração, pois nos deixa muito orgulhosos pelo povo, capaz de tanta superação! Mas nunca deixe de ser essa amiga linda, poetisa de primeira grandeza, que o faz com a alma pura!
Fico brava às vezes com minha conexão, que do nada me deixa fora...
Mas também não desisto (devo ser mesmo teimosa, isso sim) e cá estou!
Grande beijo no coração, minha querida Ana.

Vieira Calado disse...

Bendita chuva!

E lindo o largo da igreja!


Beijoca

Gerana Damulakis disse...

Lindo, Ana!

No Chile, o último mineiro acabou de ser resgatado; chorei com cada resgate que pude assistir.

Sonhadora disse...

Minha querida
Muito lindo e terno o teu poema, adorei.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

bendito seja a palavra e a natureza que aqui se encontram por nós

Cristina disse...

Lindo e bravo Chili.
Beijinhos.

rita disse...

Simplesmente lindo :)
Beijinho

Ana Lucia Franco disse...

Ana, que belo canto de amor à natureza. Não li, escutei teu poema, engraçado isso. E a foto no topo da página está maravilhosa

bj

Ana Tapadas disse...

Obrigada Ana.
O cabeçalho do blogue é um quadro de Vladimir Kush, pintor surrealista que muito aprecio.
Beijocas

Fê-blue bird disse...

Bravo!
O poema a fotografia e a mensagem.

Beijinhos e bom fim de semana

Cristina disse...

Fantastico!
Bom fim de semana,beijinhos.

Ana Tapadas disse...

Querida Isabel,
Peço-te desculpa, mas não consegui moderar o teu comentário.
Aqui o publico «artesanalmente»:

Bipede Implume deixou um novo comentário na sua mensagem "Bendito Sejas!":

Querida Aninha
Que poema tão doce.
Cada vez fico mais maravilhada.
Ao menos no fim de semana deixam-te descansar?
Beijinho e bom fim de semana.
Isabel

Maria Paula Alvim disse...

Perfeita a combinação imagem/texto. Lindo ( e cheio de graça) o seu poema. Abraços.

Laura disse...

Lindo mesmo professora !
Beijinho

nydia bonetti disse...

A mãe natureza ainda nos acolhe e nos sorri. Precisamos cuidar dela, antes que ela se rebele contra nós, de forma definitiva. E com toda razão.

Ana, fiquei muito feliz com teu comentário. São olhares atentos assim como o teu, que me fazem seguir em frente na lida da poesia. Também gosto muito de te ler. Obridaga, beijo!