Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Arquitecturas fantásticas

Desiderio Monsù , séc. XVII

Por estes dias tem-me ocorrido pensar no estranho mundo de François de Nomé, conhecido como Desiderio Monsù. Precursor do surrealismo e o mais enigmático dos pintores europeus, deixou-nos um mundo onírico à beira da desconstrução. Com este artista desapareceram as fronteiras entre o sonho e a loucura e o seu universo, de arquitecturas fantásticas, parece ruir e deformar-se.
Vale a pena voltar a olhar os seus quadros, pesados de claro/escuro, onde só o inferno se ilumina...


Desiderio Monsù ( L'Enfer)


Vivemos, na Europa e em Portugal tempos assim, mas sem  meraviglia.



"Interior of a Gothic Church with Figures" by Francois de Nome, called Monsu Desiderio, oil on canvas, 20 1/2 by 28 1/4 inches
Desiderio Monsù

Ana




7 comentários:

Bipede Implume disse...

Querida Aninha
Sem "meraviglia", mesmo.
Que tempos obscuros vivemos. Estamos a voltar ao que eu julgava impossível.
Beijinhos e bem-vinda a 2012,
Isabel

AFRICA EM POESIA disse...

Ana
Um beijinho e...
diz-me se já chegou aí a minha ,agora tua... laranja...

os desenhitos são meus..


beijinhos

São disse...

Obrigada por me dares a conhecer esta interessante pintura.

Bem hajas!

Andradarte disse...

Gostei de ler, ver, e aprender...
Beijo

João da Nova disse...

Como sempre, os meus “sentidos” ficam maravilhados quando por aqui “navego”, da escrita às imagens seleccionadas…
Grande Beijinho e Bom Ano

Sonhadora disse...

Minha querida Ana

Que 2012 seja um caminho coberto das mais belas flores e dos sonhos mais lindos.

Beijinho com carinho
Sonhadora

Rogério Pereira disse...

O sur realismo me assusta... e esse é um sentimento perturbador para quem se quer em desassossego...