Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

«Saber é ser capaz de aprender» – Martin Heidegger


Flauta Mágica




«A Flauta Mágica procura fazer o paralelismo entre a Maçonaria e as instituições que se julgam na razão e, que por isso, condenam todos os que querem ter liberdade de pensar (lembremos que as damas da rainha advertem Tamino de que, se ele continuar na busca da Luz, irá parar ao inferno). Essas instituições, porém, vivem nas trevas e na obscuridade continuarão a viver.»


GOL, J. J. Alves Dias


Declaração de interesses:

Os mais curiosos já notaram que a minha música de perfil é a «Abertura» da Flauta Mágica, de Mozart. Essa não foi uma escolha inocente, nem casual. A causa da luta contra a ignorância, da vida livre e fraterna confunde-se com a minha vida.
Quando, hoje, nos bombardeiam com notícias que parecem vindas de remotos tempos deste país (usar a palavra Maçonaria para confundir a opinião pública), não posso deixar de declarar aqui, sem metáforas, a minha indignação.








Bom fim-de-semana, meus amigos.

Ana

13 comentários:

São disse...

Estou ao teu lado!

Um abraço fraterno.

Olinda Melo disse...

Sem dúvida, querida Anda, é através da ignorância que os povos são confundidos e dominados.

Excelente post.

Bom fim de semana.

Bj

Olinda

Fê-blue bird disse...

A Luz venceu. A Luz vencerá.

Apesar de nos quererem "cegar" constantemente, nós iremos resistir!
Também estou contigo!

beijinhos minha amiga

Andradarte disse...

Lá disso não percebo nada....mas que
ando interessado...confesso que sim...
Sempre arranjam com que se entreter...
Beijo

Vieira Calado disse...

Venho desejar-lhe

um óptimo ano de 2012!

Beijinho.

Nilson Barcelli disse...

Junto a minha à tua indignação.
Ana, querida amiga, tem um bom resto de domingo e uma boa semana.
Beijo.

Margarida disse...

A maçonaria, tal como a Opus Dei e os Iluminati são sociedades (se poderemos chamar-lhes assim) por quais nutro um profundo interesse, principalmente por todo o secretismo em que estão envoltas. Nesta altura da minha vida, devido ao curso que estou a tirar, existem cada vez mais dúvidas na minha cabeça, acerca daquilo que sou e em que acredito. Se é propaganda dos meios de comunicação social para colocar a descoberto algo que não se deixa nem nunca deixou conhecer, eu acredito que sim, mas infelizmente sou obrigada a desconfiar do outro lado também. Não compreendo que efeito negativo a maçonaria pode ter no seio do governo, quando é uma organização constituída por ilustres intelectuais, mas decerto que haverá algo muito mais profundo que não está ao meu alcance. O meu fascínio mantém-se, agora muito mais afincado e sedento.

Beijinhos

Ana Tapadas disse...

Sarinha,
altura de enveredar por algumas leituras, mas sem perder o rumo. E que tal uma visita ao Grémio Lusitano, aí no Bairro Alto? O Museu é interessante.

Beijinho

Guilherme disse...

Quanto mais luz cultivamos, menos escuridão dentro de nós. Às vezes penso que a questão não é lutar contra as sombras, mas avivar a luz interior.

Bipede Implume disse...

Querida Aninha
Vivemos tempos conturbados.
E repugna-me ter de assistir, 37 anos depois do 25 de Abril, a estes "movimentos" que não melhoram a vida dos portugueses.
Ando em mudanças, não de casa, mas de local de trabalho. E ainda não acabei.
Beijinhos e boa semana.
Isabel

Luma Rosa disse...

Pois cheguei a ver o título de uma publicação em um portal bastante acessado de Portugal e achei tão bobo, antiguado, perdido no tempo, um repeteco... quem conspira, suspira e resigna ;) Só os trouxas perdem tempo com isso! Beijus,

Sonhadora disse...

Minha querida

Deixando um beijinho com carinho.

Sonhadora

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Ana, neste país tudo é secreto para um minoria....
Excelente POST....
Cumprimentos