Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Erosão...


Cruzeiro Seixas



Como aves incertas com rumo mal definido partiram
 Esvoaçaram

J. está em Madrid
M. circula nas roças da Guiné
M. partiu para a Austrália
J. está na Índia
S. percorre o hospital de Luanda
T. mima idosos em Inglaterra
M. sorri na Suíça
I. ensina em Timor

Esvoaçaram
Na eterna busca do rumo e do Amor definido partiram


Ana


Nota: o poema teria cadência se escrevesse os nomes dos jovens, mas por respeito e amizade para com todos prefiro não o fazer, por agora.

12 comentários:

Vítor Fernandes disse...

Novo emigrantes, iguais aos velhos...

São disse...

e assim vai ficando mais vazio este desgraçado país...

Bons sonhos, amiga

Petrus Monte Real disse...

Ana,

Cheguei pela primeira vez e não resisti ao apelo...
Bonito poema.
Fala-nos dos tempos difíceis que vivemos hoje em dia,
e da eterna esperança num futuro melhor!

Fiquei na dúvida: a persona do primeiro verso 'está Madrid' ou 'está em Madrid'?
Muito grato pelo blog e partilha
Saudações de admiração beirãs

Bípede Implume disse...

Querida Aninha
Já passei por essa fase.
Também tive que deixar tudo para trás. Se fosse hoje ...faria o mesmo, com mais razão ainda.
Mas é uma tristeza. Fica tudo a perder. Tanto investimento nos nossos jovens e a Pátria não lhes poder dar um futuro.
Beijinhos e paz, sobretudo.
Isabel

Ana Tapadas disse...

Petrus,

obrigada pela anotação. Exaustão de fim do dia conduz a erros. Peço desculpa.


bj

Fê-blue bird disse...

Amiga este teu post fez-me lembrar este poema de Manuel Freire

Ei-los que partem
novos e velhos
buscando a sorte
noutras paragens
noutras aragens
entre outros povos
ei-los que partem
velhos e novos

Ei-los que partem
de olhos molhados
coração triste
e a saca às costas
esperança em riste
sonhos dourados
ei-los que partem
de olhos molhados

Virão um dia
ricos ou não
contando histórias
de lá de longe
onde o suor
se fez em pão
virão um dia
ou não

beijinhos

Andradarte disse...

Mas está lindo..Sentir-se-ão
certamente...Vaidosos..
(Digo eu )...
Beijo

Evanir disse...

Fico feliz em perceber que certas pessoas,
como nós, têm a capacidade de reconstruir para recomeçar.
Isso é sinal de garra e de luta, é saber viver, é tirar o
melhor de todos os passageiros.
Agradeço a Deus por você fazer parte da minha viagem,
e por mais que nossos assentos não estejam lado a lado,
com certeza,o vagão é o mesmo.
Com saudades desejo um feliz Domingo,
beijos na sua alma carinhosamente,Evanir.
A Viagem..

Isa Lisboa disse...

E cada vez dá mais vontade de voar...

Beijos

Jorge disse...

Amiga Ana,
Estou de volta e saúdo-te!
Este teu singelo poema faz-me recuar no tempo cinco décadas quando eu também embarquei rumo a Moçambique à procura de melhores dias.

Luma Rosa disse...

Mais que ter sonhos é ir atrás deles para tentar realizá-los! Boa sorte para seus jovens amigos!! Beijus,

JPD disse...

Boa noite, Ana

O que se deseja é que se sinta felizes nas actividades e países que escolheram para se realizarem profissionalmente; tenham sorte; e sejam compensados na deslocação.

Bjs