Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Em redor


Açores, José Alves
Este deveria ser um «post» belo, porque é Verão.

Ucrânia, A Bola
O calor e o azul enlaçam o meu lugar.

Creta, José Alves
E eu conheço paraísos terreais. 

Filipinas
Manchados pelo sangue de inocentes.

Isla Cristina, Andaluzia - José Alves
Mas os homens...

Exército israelita retoma ofensiva por "terra, mar e ar"
Israel/Palestina
Porém, os homens...

São Pedro de Moel, Portugal - José Alves
Todavia, os homens...

Boko Haram executa 12 pessoas na Nigéria
Nigéria
Contudo, os homens...

Figueira da Foz, José Alves
Não encontraram a Humanidade.

Avião destruído no aeroporto internacional de Trípoli
Líbia
Homo sum, humani nihil a me alienum puto.  (Terêncio)
(Sou Homem, nada do que é humano me pode ser alheio.)

Madeira, José Alves
Por isso, me são proibidos «posts» fúteis de Verão.

Rio na China fica vermelho misteriosamente (vídeo)
China
Há que ter um olhar circundante.


13 comentários:

Andradarte disse...

De acordo....Este mundo já não tem jeito...., a ambição é desmedida......
Boas Férias
Beijo

Eduardo Maria Nunes disse...

Em redor, por um túnel sem saída,
as coisas vão de mal para pior
nesta nação de gente empobrecida
onde estás como dantes lutador?

Um beijo.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde,
O verão tem o dom de oferecer mais liberdade na comunicação e na aventura, a alma fica mais liberta com os dias de luz e mais longos.
As fotos que consideramos, fúteis, ocas, vazias, não deixa de serem a visão do fotografo, tudo isto é relativo.
Dia feliz
AG

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

São disse...

"Quando os sinos dobram, não perguntes por quem dobram: dobram por ti !"

Abraço apertado e fraterno, minha querida Ana .

Rogerio G. V. Pereira disse...

Tenhamos um olhar circundante, e lembremos: o Verão só existe numa parte do mundo...

© Piedade Araújo Sol disse...

escolheste bem as imagens que falam por si...

:)

Jorge disse...

Olá, ANA!
Olhar todos olhamos, mas saber olhar, o que nos rodeia, é uma arte complexa e delicada.
Um abraço,
Jorge

Nilson Barcelli disse...

Como te percebo.
Estão a acontecer coisas inimagináveis no século XXI.
Ana, tem uma boa semana.
Beijo.

heretico disse...



"tudo fala" da nossa (des)Humanidade...

Barthes não desdenharia teu post...

beijo

Mar Arável disse...

Para lá do azul

Bj

Graça Pires disse...

Quem pode alhear-se do que se passa pelo nosso mundo? Mas é também legítima a nossa reflexão sobre aquilo que temos e não sabemos aproveitar.
Muito belo e lúcido o teu post.
Um beijo, Ana.

Maria Alice Cerqueira disse...

Boa Tarde Ana!
É difícil compreender, o que é incompreensivo ao olhar humano!
Uma linda semana para voce!
abraço amigo
Maria Alice

Luma Rosa disse...

Oi, Ana!
Sou solidária ao seu sentimento de esvaziamento. Mas penso que os homens não evoluem igual e é preciso se libertar de conceitos herdados para respeitar outros seres humanos. Pois se a tudo colocam a religião no meio para creditar ações, bom que lembrassem também que nada de ruim vale nessa vida, pois ao pó um dia voltaremos.
Beijus,