Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

A esperança

Abel Manta


Escorre, assim, o outono:
Tem medos, tem pavores,
Traços tristes de abandono.
Teimosas, crescem as flores
Surpreendidas, atordoadas...
Serenas julgam, nos ardis,
Nas tormentas, nas trovoadas,
Claras águas primaveris...

Logros tecem os tempos
Aos homens puros, lutadores,
Mais incautos e mais atentos
A este Outono com flores!

Ana

16 comentários:

Edumanes disse...

Descansa o Rei no trono!
do povo não atende clamores
verdadeiras no Outono
Serão mesmo flores?

Boa noite, bons sonho, um beijo.
Eduardo.

Mar Arável disse...

Uma ponte

para os belos relâmpagos

Graça Pires disse...

É outono. Cada mulher transporta consigo um sentimento que mata e ressuscita a voz intransmissível do passado...
Mais um poema teu, tão belo, a mostrar a tua voz outonal.
Um beijo e obrigada pelos teus votos.

Pérola disse...

Um outono morno, a apetecer apesar do ódio de estimação.

Muita ternura no teu poetar, gostei particularmente.

Beijos

© Piedade Araújo Sol disse...

este outono anda trocado, mas que venha o seu odor e quiçá as tuas flores.

bom final de semana.

beijo

:)

Vanuza Pantaleão disse...

As cores, as folhas e as poucas flores trêmulas outonais. Que segredos escondem?

Obrigada pela visita tão gentil, amiga Ana!

Um bom e suave fim de semana...bjs

Fê blue bird disse...

Uma esperança teimosa em tons outonais.
Que crescam as flores!

beijinho amiga Ana tem um bom fim de semana

heretico disse...

Outono - é tempo de semear.

sem ilusões primaveris...

belo o poema

beijo

Petrus Monte Real disse...

Ana:

A esperança persistirá!

Abraço

Bípede Implume disse...

Querida Aninha
O teu poema tal como o Outono, para mim, são maravilhosos.
Também há flores no Outono, claro.
Beijinhos

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Que bela homenagem à estação que se avizinha...

Um beijo amigo

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, Outono belo e encantador, estação de bons sentimentos.
AG

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

Luma Rosa disse...

Oi, Ana!
Parece que o jardim descansa aliviado das altas temperaturas e as plantas agradecem ficando mais viçosas. Esperança no ar...
Boa semana!!
Beijus,

Andradarte disse...

Outono ou Primavera....para mim está bom...Ambas são muito coloridas....
Boa semana
Beijo

Lídia Borges disse...


A incerteza dos tempos que descem em direção ao desconhecido.
Mas há ainda as flores, a beberem as últimas gotas de sol.

Muito belo!

Beijo

Nilson Barcelli disse...

Também pensamos serem "claras águas primaveris" alguns ardis em que nos fazem cair...
Um excelente poema, minha querida amiga Ana. Gostei imenso.
Um beijo.