Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

terça-feira, 31 de março de 2009

A Arte do Suspenso


Tisanas -manuscrito



Realizou-se no dia 28 de Março, pelas 17h30, na Biblioteca Municipal de Ponte de Sôr, a inauguração da exposição “A Arte do Suspenso” de Ana Hatherly, seguida de conferência com o título “O Jogo ou a Arte do Suspenso”, pelo Dr. Paulo Pires do Vale, às 18h30, no mesmo local.

Esta actividade é organizada pela Câmara Municipal de Ponte de Sor, Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, Galeria Ratton e A Loja do Lopes e estará patente ao público até dia 28 de Abril de 2009.

http://bibliotecapontesor.wordpress.com/2009/03/24/a-arte-do-suspenso-ana-hatherly/


Já aqui o afirmei. Ana Hatherly faz parte da minha vida. Com ela caminhei pelo Barroco e vislumbrei dimensões de Um Mundo como Labirinto (G.R.H.). Tem um discurso cáustico e, paradoxalmente, sedutor. É exigente e meiga. Plurifacetada e nobre.

Na pequena sala da Universidade Nova - edifício velho - tínhamos encontro semanal. Conversávamos ao portão...no seu olhar transparente e azul passava uma sombra quando falava daquele dia fatídico em Inglaterra...depois a académica e artista regressava da memória e impunha a sua presença invulgar.

Ana Hatherly é fascinante e sinto-me muito honrada por saber que ela me conhece.
Com ela aprendi esta lição:

“A nossa tarefa é entender o mundo
diziam os antigos
já sabiam
que o jogo somos nós

(the toys are us).”

Ana Hatherly


(Veio ter connosco mesmo naquele dia, na Biblioteca Nacional em Lisboa, lembras-te Henriqueta? Até nos sentimos «importantes», no meio de tantos académicos e artistas...).

***

Ana


2 comentários:

Bipede Implume disse...

Deve ser um orgulho para ti e Ponte do Sor a presença de Ana Hatherly.
Pelos laços culturais e de amizade que vos unem.
Os gatos são tal e qual o Pablo Neruda nos diz.
Beijinhos.

irneh disse...

É verdade, minha amiga! Naquele dia, sentimo-nos mesmo "importantes" e até o sorriso foi outro! Foi, de facto, uma mulher que deixou algo em nós, que nunca esqueceremos!