Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

domingo, 28 de junho de 2009

Euskadi - Korrontzi

Donostia

Recomeçou, por aqui, o Festival Sete Sóis Sete Luas...polémicas à parte, que isto de terras pequenas nos aperta em tacanhez, foi bom escutar os sons melodiosos da bela língua basca e, por momentos, escapar à rotina. Aproveitemos as noites longas deste Verão pouco corajoso.


"trikitilari"

«Korrontzi é um jovem grupo revelação da música do País Basco, que descobriu a antiga tradição de "trikitilari" (intérprete de acordeão diatónico). Este músico, do qual o grupo adoptou o nome, costumava chegar todos os domingos à praça principal da cidade de Munguia (Viscaya) em cima de um burro e transmitia alegria às pessoas que iam sair da missa das 11 horas de domingo. O grupo quer assim homenagear a cultura popular basca e ao mesmo tempo quer estar atento às influências de todo o mundo, proporcionando um concerto cheio de energia e de alegria. Estreia nacional, sábado 27 de Junho, às 22 horas, no anfiteatro municipal da zona ribeirinha.» Programa oficial



http://www.noaua.com/irudiak/albisteak/korrontzi.gif

9 comentários:

Sara disse...

Mantenha-se no nosso anfiteatro pouco inspirador e desfrute então desses momentos tão singulares.
Beijinho

Luma disse...

Ana, os críticos sempre críticos, no pior sentido, claro! Senão, que graça tem! No mais, saiu da rotina musical e gostou do que ouviu. Valeu! Boa semana! Beijus

EternaApaixonada disse...

Sempre muito bom saber das novidades pela amiga querida!
Logo, logo Aninha, as férias de verão serão curtidas, pois amiga!
Bom sempre fazer essas pausas agradáveis, no entanto...
Linda semana a todos!
Beijos

Bipede Implume disse...

Um programa bem cativante.
E porque a vida não são só exames e suas correcções.
Boa semana querida Ana.
Beijinhos.

Bipede Implume disse...

Um programa bem cativante.
E porque a vida não são só exames e suas correcções.
Boa semana querida Ana.
Beijinhos.

Bipede Implume disse...

Acabei de ler-te, no Com Calma.
Alentejana, e não só. Também aprendi todas essas prendas domésticas. As nossas mãezinhas não brincavam em serviço.
E se queres saber, até gosto...não tenho é muito tempo.
Mais beijinhos e obrigada minha querida Aninha.

Janaina Amado disse...

Gostei muito deste post. Sou fascinada pelas tradições e história basca.

Chris disse...

Passei por essa terra há pouco tempo. Gostei muito deste seu espaço. Parabéns
Abraço
Cristina Fernandes

Georgia disse...

Esses programas sao sempre bons. Independente de qualquer coisa, Ana.

Abracos