Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

domingo, 2 de janeiro de 2011

De regresso ...


Amanhã estaremos de novo juntos, numa espécie de estranho regresso a 2005, porque esse há-de ser o valor do suor do nosso rosto. Regressaremos no salário como hostes perdidas de uma derrotada legião romana. Latinos que somos, comemos e bebemos o excesso dos dias festivos. Incautos e lautos do fim de impérios. Salarium argentum  de dias por vir. 
Amanhã a fria madrugada gelará a planície inculta sem ares de revolta. 
O cheiro húmido da terra ainda me chama e penso, com suavidade, na memória de dias antigos em que fazíamos deste tempo um apogeu de Reis, quando a Lua crescia, no quinto dia do mês, e a festa talvez trouxesse ecos de início do  Safar muçulmano e do Chevat judeu. A tolerância convergia para esse dia de Reis e sorriamos crédulos no futuro. Cheirava a musgo e filhós e a avó fazia café puro e forte. 
Gosto tanto de Janeiro que nasci. Gosto tanto deste tempo que embalei, nele, contra o peito, o meu filhinho recém-nascido. 
Talvez, ainda, um ethos antigo me ampare para manter a velha serenidade à superfície de um sorriso matinal...amanhã.


Ana



8 comentários:

LUNA disse...

jajajaja Ana, eres genial!!!! Brillante!!!!

Has hecho una metáfora muy divertida aunque llena de sabiduria de lo que representa el regreso de nuestras fiestas de final de Año.
Salarios congelados, subida de los precios y la cartera...vacia de los excesos de las Fiestas...

PERO NO PASA NADA!!!!
Es otro Año más...pero nos podemos poner las gafas de colores y verlo MARAVILLOSO!!!!
Besitos, querida amiga.

Fê-blue bird disse...

Um regressar ao passado com esperança no futuro.
Apesar de ter nascido em Abril, gosto de Janeiro, gosto de recomeços.
Feliz ano NOVO minha amiga.

beijinhos

Meg disse...

Ana,

Li-te e fiquei sem palavras.
Depois, acho que a Luna tem razão.
Os óculos de cor...
A única maneira de olhar para o ano que se inicia... sem angústia.

Espero que tenhas tido umas Festas Felizes.

Um beijo

Andradarte disse...

Quando vi regresso ao passado....que
susto....Lembrei-me da 'carneirada'....
Beijo

Bipede Implume disse...

Querida Aninha
Cheia de inspiração logo no início do ano.
É um regresso ao passado mas com sinais de um futuro, ainda mais incerto. E...contudo a esperança, está lá.
Então é pequenina em Janeiro. Como não sei o dia, deixo já os meus mais sinceros parabéns que se estendem ao primogénito.
Bom ano e beijinhos.
Isabel

Rafael Castellar das Neves disse...

Esse deu pra "ver"...muito gostoso de ler e carregado de sentidos...

[]s

Nilson Barcelli disse...

Tanto quanto sei, o corte no salário só atinge quem está acima dos 1.500 Euros mensais. O que, em abono da verdade, é uma minoria.
Beijos, querida amiga.

JPD disse...

O que verdadeiramente temo é ser-nos exigido este sacrifício do corte de ordenado sem um desígnio à vista e num plano de desconfiança absolutamente inaudito: a verdade ainda não é completa.
Valerá a pena o esforço?

Bjs, Ana