Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Abraço mediterrânico

Google




Abracemos



Google



Agora



Google




O Mediterrâneo.


Ana

15 comentários:

Rogério Pereira disse...

DEixou de amassar o pão, pois o forno rachou e perdia calor. Comprava-o no Lugar (loja assim designada talvez por não lhe faltar nada, ao necessário de um operário ou trabalhador rural). Cortou uma fatia fina e na grelha sobre as brasas a alourou. Depois deu-lhe um fio de azeite, de grau elevado poia as oliveiras, tratadas por ele, não lho davam com mais suavidade. Quase encheu um copo, do vinho que também ele fazia, e como se o cerimonial acabasse ali, punha o olhar num ponto incerto perante a minha veneranda atenção. Quando começava a comer devagarinho, eu regressava a qualquer coisa a que brincava, com meu avô a povoar-me as cenas de herói...

Fê-blue bird disse...

Amiga Ana:
Agora aguçaste-me o apetite...de um abraço :)
Obrigada por tudo.
Até Setembro.


beijinhos

Bipede Implume disse...

Querida Aninha
Nem imaginas a ligação entre este post e o anterior.
Hà momentos que desejo estar muito longe daqui. Depois penso, que já estive tanto tempo longe e mesmo mal, não há sol como o nosso, não há pão como o nosso, não há primavera como a nossa...não há povo como o nosso.
Já não tenho coração para sofrer de tanta saudade.
Beijinho e bom fim de semna.
Isabel

Olinda Melo disse...

Azeite, vinho e pão...nada mais é preciso para que o dia fique completo.

Bom fim de semana


Beijo

Olinda

N. Barcelli disse...

O pão, o azeite e o vinho, de facto, são uma imagem de marca mediterrânica...
Querida amiga Ana, tem um bom fim de semana.
Beijo.

JPD disse...

Daqui a nada, Ana, tomarei a liberdade de recolher este lote de verdadeiro ouro da terra para lhe juntar lascas de bacalhau e ovo cozidos; talvez uma ou outra rodela de batata avulsa; calbrar estas porções com bocadinhos do pão alentejano, juntar alho e ervas aromáticas para degustar uma açorda divinal.

Alinhas?
Óptimo!

Bjs

São disse...

Estou apaixonada há muiiiitooooo tempo pela cultura mediterrânica.

Boas férias

Vieira Calado disse...

O pão...

e o tintol!

(a alegria do povo!)

Saudações minhas!

Margarida disse...

Boas férias professora!
Beijinhos

helia disse...

Um abraço é sempre muito agradável!

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

Vc me deixou com fome e com muita sede

Luma Rosa disse...

Nham!! Muito bom!! O homem soube ceifar e amassar o pão e arrancar da terra sucos divinos! Boa semana! Beijus,

Sonhadora disse...

Minha querida Ana

Que maravilha e que saudades da tiborna, feita com pãozinho quente, azeite e açúcar, até lhe estou a sentir o gosto.

Beijinho com carinho
Sonhadora

AnaMar (pseudónimo) disse...

Abracemos...
:-))

Isa GT disse...

Só falta... com esse azeitinho começar a temperar umas azeitoninhas... para acompanhar com o pão e o vinho :)

Bjos