Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

domingo, 1 de abril de 2012

Talvez seja possível

Jacek Yerka

Talvez seja possível
A provável fuga
Talvez a onírica viagem
Te traga de volta
Envolta de amargura
Talvez o regresso
Fuja na miragem
Cantando o indizível.

Ana



8 comentários:

Rogério Pereira disse...

Trouxeste-me
o enigma
de uma viagem
Deixaste-me
a curiosidade
desse destino

São disse...

Que seja possível, se assim o desejas.

Bons sonhos, linda

Jorge disse...

Todos nós podemos sonhar e viajar nas asas dos sonhos...
Bj
J

Andradarte disse...

Que esta Páscoa torne as dúvidas possíveis.
Santa Páscoa
Beijo

Eva Gonçalves disse...

Talvez a fuga traga de volta a possibilidade e não apenas a miragem. Beijinho

Bípede Implume disse...

Querida Aninha
As imagens que escolhes são tão lindas como os teus poemas.
Boa semana. Beijinhos
Isabel

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo texto...Espectacular....
Cumprimentos

Sam Seaborn disse...

Gosto sempre das tuas escolhas, tela que facilmente atrai, pela vida pelo jogo de cores, pelo imenso pormenor.
“Talvez aprovável fuga” realize sonhos e dê identidade a toda uma existência… o talvez nem seja necessária…
Belas palavras, como sempre,
Grande beijinho