Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

quarta-feira, 28 de março de 2012

E afloram ainda

Rob Gonsalves


Construímos um mundo 
Reflexo, perplexo...
Onde na distância
Os sonhos se esgueiram
E afloram ainda
Na errância dos dias
Construímos um mundo
Convexo, amplexo...
Onde o amor se perde
Na ganância dos dias.


Ana





17 comentários:

MARU disse...

Un verso maravilloso debaixo de um cuadro que faz pensar muito. Um mundo reflexo, perplexo, convexo, amplexo... assim é, ou assim queremos que seja...
Gostei muito, querida amiga.
Estou muito contente de poder lêr os teus posts.
Beijinhos...

Rogério Pereira disse...

Imagem e poema
em sintonia
A perfeita rima

Passemos sem demora à desconstrução deste mundo!

Jorge disse...

Nós somos o reflexo dos nossos pensamentos. O mais importante não é a situação em que estamos mas a direcção em que nos movemos.
Abrs
J

São disse...

Oh Ana, e ainda bem que resistem e afloram!

Bom enlace entre texto e ilustração.

Abraço-te

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre um poema sensível e uma imagem perfeita.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Bípede Implume disse...

Querida Aninha

"Um mundo onde os sonhos se esgueiram e afloram ainda..." é tudo para continuarmos a ter esperança. E eu gosto muito dessa tua paisagem interior.
Beijinhos... ainda não digo bom fim de semana porque talvez ainda volte ao blog.
Mais beijinhos
Isabel

Andradarte disse...

Belo poema....
Beijo

Maria Luisa Adães disse...

E quando o amor se perde
Seja de que forma for

E com razões ou sem elas
O abismo se abre e nos afunda
As verdadeiras esperanças...

Lindo e sensível o poema e a pintura também.

Abraço,

Mª. Luísa

Vítor Fernandes disse...

Construir um mundo em cima de uma utopia é uma coisa bela. O pior, e que é verdade, é que o amor se perde na ganância dos dias. E é pena.

isto era sobre o conteúdo. Gosto da forma. Você escreve poesia muito bonita.

carla disse...

Um lindo verso que nos deixa a reflectir com tão belas palavras e imagem linda que nos trasporta para o que estamos a ler
Deixo um beijo e um bom fim de semana

Carla Granja

Deixo um beijo e um bom fim de semana

Carla Granja

http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt/

Sam Seaborn disse...

“Construímos um mundo (…) onde o amor se perde na ganância dos dias)”
A beleza das tuas palavras na mais dura das realidades,
Grande beijinho

Nilson Barcelli disse...

Os sonhos e o amor nunca têm vida fácil...
Excelente poema, como sempre.
Ana, querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.

cores e outros amores disse...

tudo o que me apetece dizer, resumido numa única palavra: lindo!

Luma Rosa disse...

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh o que dizer mais?
Concordar, concordar, concordar...
A razão briga o tempo todo com os sonhos, mas que estranho... Porque para nos sentirmos mais felizes, às vezes fantasiamos um belo mundo, cheio de vida e de verdades, e acreditar nisso esquecemos da razão. Bom fim de semana!! Beijus,

sofia disse...

Gostei muito deste! beijinho

Eva Gonçalves disse...

Perfeito Ana! Estou de volta de mansinho ... :) Bjo

Isa Lisboa disse...

Por vezes não nos apercebemos do que estamos a construir...