Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Obrigada, São Banza!




 São Banza visita-me com regularidade, tendo-se tornando uma amiga nas minhas cansadas noites de trabalho sem fim. Resolveu publicar um dos meus poemas no seu blogue. Agradeço os elogios que me fez esta amiga, mas como se sabe: eu apenas brinco com as palavras, elas são uma fuga na aridez dos dias. Sendo da «área», sei bem o que é um Poeta - eu não o sou.

Obrigada, minha amiga.

                                   Ana

3 comentários:

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Sua poesia é linda Ana, já dizia um poeta, "quem fala com o coração é um grande e eterno poeta".
És poeta sim.
E lindo é seu poetar, bjs no coração.

São disse...

Aninhas, não sei como te agradecer o agradecimento (que não havia razão para fazeres, diga-se de passagem),,,

Acho que é a primeira vez que discordo totalmente de uma tua opinião: és poeta, sim!!

Um apraço apertado e fraterno, amiga.

Olinda Melo disse...


Fui lá, ao blogue da São. Deixei o meu comentário sincero, pois nas tuas palavras encontro sempre a magia da autêntica Poesia.

Bj

Olinda