Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Franco, o galego

Caminha, José Alves - 2018

Caminha...assim, suspensa nos dias da nossa memória. A luz irreal de uma manhã tão quente quanto a nossa paixão. 



Foz do rio Minho, José Alves - 2018

Luminosa e atenta claridade descendo até à foz. Santa Tecla contemplando o português que se agita e curva sobre o barco frágil...


Foz do rio Minho, José Alves - 2018

Já não se houve o som dos tiros. Mostraste-me, por vezes, as paredes fronteiriças de Guarda, a galega vila defronte, com as marcas das rajadas de execução. Lembravam-se, ainda, desse grito assassino sob comando de Franco, o galego. 

Resultado de imagem para crianças saudam tumulo de franco rivera


Ainda se erguem as vozes do Caudillo e, perante o seu túmulo, às crianças se ensina a tenebrosa saudação. 

Resultado de imagem para túmulo de franco
Vale dos Caídos, RTP


E ainda há quem me questione se considero relevante a obra de Saramago que, agora, lecciono ao 12.º ano - O Ano da Morte de Ricardo Reis! Esse fatídico 1936... Desculpem lá, colegas! Somos professores.  O que queremos, nós, ensinar às nossas crianças?


Ana


9 comentários:

Rogério G.V. Pereira disse...

Enquanto pai e avô,
querida amiga
nunca me demiti da missão
de passar a outra geração
as coisas importantes da vida

um professor nunca está só


Jaime Portela disse...

A obra de Saramago é mesmo relevante.
Mas há quem, como Cavaco Silva, não a ache...
Caminha foi a tábua de salvação para muita gente espanhola, refugiados de Franco.
Excelente post, nunca é demais recordar tristes acontecimentos para que não se repitam.
Ana, um bom fim de semana.
Beijo.

Graça Pires disse...

Sempre preocupada com o que interessa, Ana. Claro que ler "O ano da morte de Ricardo Reis" é muito importante porque é uma forma de informar os alunos do que se passou na guerra civil espanhola. Além disso o livro é lindíssimo…
Uma boa semana.
Um beijo.

Joao Lisboa disse...

****THIS IS A PUBLIC SERVICE ANNOUNCEMENT:****
Portugal is the Biggest Racist country that i have ever lived in. I feared for my life there and i consider myself lucky that my family got out alive! I have never lived in such poverty (Sopas dos Pobres everyday) 40% unemployment rate and 60% of the population earn less than $932 USD per month, and that's considered Middle Class here! Within the European Union it is the worst of the worst place to live.

The bottom line is the bulk of the People in our poor country exist in a brainless comma that is fed by Ignorance, anti-Spanish hate, and severe Racism of pretty much everybody that isn't Portuguese! And, Portugal started the Global Slave Trade in 1441 so it is definitely NOT a safe place for Blacks!!

I found important websites that explain the Severe multi-generational Racism and Hate that exist in Portugal today, and i highly encourage all to read them and spread the word in order to avoid innocent, and desperate people from living or visiting there. Get educated on the Truths about Racist Portugal now.



1) https://www.theroot.com/a-white-journalist-discovers-the-lie-of-portugal-s-colo-1790854283

2) https://saynotoracistportugal.neocities.org/

3) http://www.discoveringbristol.org.uk/slavery/routes/places-involved/europe/portugal/

4)SOPAS DOS POBRES EVERYDAY IN PORTUGAL BECAUSE OF NON EXISTENT ECONOMY:

https://www.noticiasaominuto.com/pais/764453/sopa-dos-pobres-foi-criada-ha-anos-mas-ainda-existe-problemas-persistem

5) http://www.ipsnews.net/2011/10/portugal-crisis-pushes-women-into-prostitution/

6) https://www.theatlantic.com/business/archive/2013/06/the-mystery-of-why-portugal-is-so-doomed/276371/

7) Portuguese (what they made-up and call Luso) DNA Phenotype is a mix of Moors, Gypsies and Blacks:
https://www.arabamerica.com/every-facet-portuguese-life-arabs-left-mark/


Be SAFE friends. Hugs.

Ana Tapadas disse...

A História pesa, bem o sei...meu caro.

Gosto particularmente da 7) e orgulho-me disso!

Manuel Veiga disse...

excelente texto.
se não for a Escola, quem será?

afligem estes tempos do efémero e do culto do vazio...

beijo, amiga

espero que continues a distinguir-me com tua presença e comentários no meu blog

CÉU disse...

Então, caminhaste por Caminha e foste trazendo à nossa memória aspetos negros da História.
Beijos, Ana!

alfacinha disse...

O Saramago é a consiência portuguesa
abraços

Manuel Veiga disse...

beijo