Rara Avis in Terris, JUVENAL, Sátiras, VI, 165

domingo, 17 de fevereiro de 2019

Relatório


Ponte de Sor, 2019


Caminho pela rua. Primavera súbita. Listagens caleidoscópicas que perturbam o olhar cansado do dia. Mãe doente, paciente. Bóia de tantas vidas, eu sou, frágil e ágil, felina angústia que se anicha por detrás de um sorriso envelhecido. Inesgotável pasta repleta de testes esperançosos. Oitenta e uma vidas a quem o futuro foi prometido. Primavera súbita, sorrindo!

Ana

11 comentários:

João Santana Pinto disse...

Oitenta e uma vidas que vão ter de lutar por um futuro melhor, infelizmente, para o comum dos mortais, não basta o clicar de um botão... Sempre adorei a tua escrita, as tuas selecções...
Beijinhos Ana

Rogério G.V. Pereira disse...

Sobre oitenta e uma vidas,
Sobre quem as viveu
ocorrem-me palavras de Óscar Wilde

"Quero-os metade infância e outra metade velhice!
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa…“

Dê-lhe um beijo meu, sem nome
basta que lhe diga o mandou
um "desenhador de sonhos"

Graça Pires disse...

Um texto cheio de sentimento e beleza. Que a tua mãe melhore. Que a Primavera sorria para as duas…
Uma boa semana.
Um beijo.

Anónimo disse...

Lindo este teu texto...parabéns, é excelente!

Acrescenta Um Ponto ao Conto disse...

Caros amigos leitores!

Agradecendo as vossas visitas, convidamos-vos hoje a ler o capítulo 8 do nosso conto escrito a várias mãos "Ecos de Mentes". Esta semana pela mão da Fernanda Simões, interpretando Sebastião.
https://contospartilhados.blogspot.com/2019/02/ecos-de-mentes-capitulo-8.html

Com votos de uma excelente semana,
saudações literárias!

Majo Dutra disse...

Um maravilhoso texto poético sobre o quotidiano.
Essas vidas de que és bóia, na sua inexperiência,
talvez não saibam avaliar completamente a sorte
que têm em te ter.
Esta primavera precoce desassossega-me...
Querida Ana, desejo-te dias tranquilos e leves.
Beijinhos para ti e mãe.
~~~~

Olinda Melo disse...


Relatório cheio de amor e também de mágoa.
A vida com as suas etapas. Nem sempre
elas nos trazem alegrias. Importante viver
os momentos íntimos que ainda nos permitem.

Que tudo corra pelo melhor, minha amiga.

Beijinhos

Olinda

Gil António disse...

Fascinante a sua forma de escrever. Fiquei deliciado, razão pelo qual, linkei o seu blogue nos blogues a visitar do Brincando com as palavras.
.
*** Mulher: O suor da doce envolvência. ***

Jaime Portela disse...

Perante as dificuldades, a fragilidade pode (e deve) transformar-se em força...
Excelente texto, como é teu hábito.
As melhoras para a tua mãe.
Amiga Ana, um bom fim de semana.
Beijo.

Mariazita disse...

No meio das agruras... o amor prevalece.
E a Primavera nunca falha...
Lindíssima foto. Adoro magnólias.

Estou muito grata pela presença na festa de Aniversário do meu “pimpolho”. Ele gostou muito de te ver lá… 😘
Obrigada!
RE: Pude sentir o calorzinho do coração...😍💓💖

Desejo bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Bípede Implume disse...

Querida Aninha
Um belo texto, com a tua marca. Inconfundível.
Tanta beleza, tanta ternura.
Beijinhos para ti e tua mãe.
Isabel